Notícias

Com habitats dizimados, gaivotas esperam recreios escolares para procurar comida

Compartilhe:     |  22 de dezembro de 2020

Pesquisa mostra que pássaros andam em bandos em lixões em dias de semana quando os detritos são entregues.

Gaivotas muito espertas andam em bando em playgrounds escolares logo depois da hora do recreio para “varrer” os restos, mostra estudo. Os pássaros também miram os lixões, mas principalmente em dias de semana, quando lixo fresco é entregue.

Ter um alimento arrancado de suas mãos por uma gaivota faminta já é um evento infeliz. Mas a última pesquisa mostra que os pássaros são ainda mais espertos do que pensávamos: eles sabem onde e quando suas refeições estão sendo servidas.

O estudo foi conduzido em Bristol, cidade da Inglaterra, mas um comportamento similar foi reportado na Espanha e Japão. Os cientistas acham que a habilidade das gaivotas de se adaptar aos horários dos humanos é uma das razões que populações de gaivotas dispararam em cidades grandes nos últimos 40 anos.

Em Bristol, os pesquisadores seguiram gaivotas-prateadas e gaivotas-de-asa-escura que vivem em telhados próximos do centro da cidade. Uma dúzia possuía pequenas mochilas com GPS encaixadas para rastrear seus movimentos. E os cientistas também observaram seus comportamentos em seu lugar preferido para se alimentar, no verão de 2018.

“Elas são muito espertas”, diz Anouk Spelt da Universidade de Bristol. “Na escola não haviam muitas gaivotas próximas até a hora do recreio. Então, elas são vistas em telhados. No momento que o sinal toca, elas voam e começam a procurar por sobras.”

Ela diz não ficar muito surpresa com a habilidade delas de aprender quando a comida está disponível como falam as histórias, incluindo pássaros que batem nas janelas às 18h regularmente por conta das sobras do jantar. “Nós ouvimos todas essas anedotas, mas agora podemos definitivamente mostrar que é verdade”, diz Spelt.

A pesquisa é a análise mais aprofundada de como gaivotas urbanas encontram comida. Outro estudo recente na Espanha mostrou que gaivotas-de-patas-amarelas podem cronometrar suas visitas aos depósitos de lixo. E antes disso, um trabalho no Japão mostrou que gaivotas visitam fábricas e mercados de peixes nos melhores horários.

Nos depósitos de lixo, novos detritos somente são descarregados durante horário comercial em dias de semana, e é quando a maioria das gaivotas voam para lá. “As horas previsíveis de comida desses lugares aparentemente resultaram nos pássaros adotando a abordagem ‘sentar e esperar’, ao invés de procurar ativamente por comida”, diz os pesquisadores. “Isso permite a eles minimizar o tempo e energia de forrageamento.”

As visitas das gaivotas ao parque geralmente são pela manhã e não coincidem com atividade humana. Em vez disso, os pesquisadores viram elas procurando por minhocas e insetos, que são presentes em maiores números durante essas primeiras horas da manhã.

“A maioria das pessoas não gostam de gaivotas- elas são agressivas”, diz Spelt. “Então, nós queríamos mostrar o porquê elas estão nas cidades e o que as motivam a ficar perto dos humanos.”

As cidades oferecem telhados seguros para fazer ninhos, temperaturas quentes e mais comida. “Então, há várias razões diferentes, mas agora achamos que (a habilidade de se adaptar aos horários dos humanos) é uma delas”, diz ela. Spelt espera que pesquisas como essa ajudará conselhos a entender melhor o comportamento das gaivotas e gerenciar potenciais aborrecimentos.”

Para o problema da comida ser arrancada das mãos das pessoas, outros pesquisadores encontraram uma solução ano passado. Testes extensivos em cidades da Cornualha mostraram que os pássaros atrevidos se afastam de seus alimentos quando são encarados com o olhar.



Fonte: Anda - Leticia França



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Receitas de Biscoitos Saudáveis para Cachorros

Leia Mais