Notícias

Com nome de vilão da Marvel, nova espécie de dinossauro é descoberta

Compartilhe:     |  6 de dezembro de 2018

Há cerca de 85 milhões de anos, uma criatura bípede de 5,5 metros de comprimento (distância entre o focinho e a cauda) e 600 quilos viveu na região noroeste do Estado de São Paulo. Era um dinossauro da família dos abelissaurídeos, logo carnívoro e um temido predador. Diante de tamanha truculência, a espécie – recentemente descoberta pela dupla de paleontólogos Rafael Delcourt (Unicamp) e Fabiano Iori (Museu de Paleontologia Pedro Candolo) – foi batizada de Thanos simonattoi, em homenagem ao supervilão Thanos, dos quadrinhos da Marvel Comics.

 (Arte/VEJA)

“‘Thanatos’ é uma palavra grega que significa ‘morte’, e se encaixa muito bem para um violento predador, como ele era. Essa é também a mesma origem do nome do vilão Thanos, da Marvel, de quem gosto bastante. Coleciono revistas em quadrinhos e quis homenagear esse lado nerd”, brinca Delcourt.

É a primeira vez que um dinossauro terópode (carnívoro), oriundo do período cretáceo (compreendido entre 145 milhões e 66 milhões de anos atrás, aproximadamente), é localizado na Região Sudeste do Brasil. Suas características únicas foram especificadas em um artigo assinado pela dupla Delcourt e Iori, na revista Historical Biology, publicado em novembro. O achado confere ainda mais importância científica a pequenas cidades como Monte Alto, Ibirá, Uchoa e Cedral, que ganham destaque definitivo para a paleontologia mundial.

Nesta quarta-feira, 5, os pesquisadores participarão de um evento para relatar suas descobertas no Museu de Paleontologia Pedro Candolo, em Uchoa. As vértebras originais ficarão alocadas no Museu de Palentologia de Monte Alto, mas réplicas devem permanecer expostas nos municípios vizinhos. Trata-se do ponto alto de uma história que remota à década de 60, quando foram iniciadas as buscas por fósseis na região.



Fonte: Veja



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Medicamentos e remédios caseiros: o que fazer e o que não fazer?

Leia Mais