Notícias

Comer um abacate por dia faz bem ao intestino, diz estudo da Universidade de Illinois

Compartilhe:     |  20 de dezembro de 2020

Comer um abacate por dia pode ajudar a melhorar a saúde intestinal, mostrou um novo estudo da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos. A descoberta foi compartilhada pelos cientistas na última quinta-feira (17) no Journal of Nutrition.

“Sabemos que comer abacate ajuda você a se sentir saciado e reduz a concentração de colesterol no sangue, mas não sabíamos como isso influencia os micróbios intestinais e os metabólitos que os microrganismos produzem”, explicou Sharon Thompson, estudante de graduação que fez parte do estudo, em comunicado.

Para a pesquisa, foram analisados 163 adultos saudáveis de 25 a 45 anos e com sobrepeso ou obesidade. Durante um período de 12 semanas, cada um teve de substituir uma das refeições diárias (café da manhã, almoço e janta) por um prato enviado pelos especialistas — enquanto alguns recebiam refeições contendo um abacate, outros recebiam um prato semelhante, mas sem a fruta.

Os participantes foram aconselhados a manter sua dieta habitual, exceto pela substituição de uma refeição diária pela fornecida pelos pesquisadores. Eles foram monitorados ao longo de 12 semanas, anotando o que haviam consumido e disponibilizando amostras de sangue, de urina e de fezes.

Os pesquisadores descobriram que quem consumiu abacates também ingeriu mais calorias e excretou mais gordura nas fezes. “Maior excreção de gordura significa que os participantes da pesquisa estavam absorvendo menos energia dos alimentos que comiam. Provavelmente, isso ocorreu devido às reduções nos ácidos biliares, que são moléculas que nosso sistema digestivo secreta e que nos permitem absorver gordura“, explicou Hannah Holscher, coautora do estudo. “Descobrimos que a quantidade de ácidos biliares nas fezes foi menor e a quantidade de gordura nas fezes foi maior no grupo do abacate.”

Segundo os especialistas, diferentes tipos de gorduras têm efeitos diferenciados no microbioma — e as gorduras do acabate são saudáveis ​​para o coração. Além disso, os cientistas ressaltam que o conteúdo de fibra solúvel do fruto é muito importante: um abacate médio fornece cerca de 12 gramas de fibra, o que ajuda muito a atingir a quantidade recomendada de 28 a 34 gramas de fibra por dia.

“Não podemos quebrar as fibras dietéticas, mas certos micróbios intestinais podem. Quando consumimos fibra dietética, é uma vitória para os micróbios intestinais e para nós”, disse Holscher. “Assim como pensamos em refeições saudáveis ​​para o coração, também precisamos pensar em refeições saudáveis ​​para o intestino e como alimentar a microbiota.”



Fonte: Revista Galileu



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais