Notícias

Como não voltar a fumar: 10 dicas para não cair em tentação

Compartilhe:     |  4 de novembro de 2020

O medo do futuro, a recessão econômica e até o confinamento imposto pela pandemia trouxeram à tona péssimos hábitos de saúde. Quem tinha parado de fumar, por exemplo, está pensando em reacender o cigarro.

Para não cair nessa tentação, veja algumas dicas e lembre-se: em época de recessão, voltar a fumar é a pior solução.

Por que parar de fumar?

Nosso corpo não foi feito para o cigarro, mas para os fumantes, só esse argumento não basta para fazê-los parar de fumar.

No fundo, eles até sabem que o cigarro mata e a própria embalagem mostra isso, mas a dependência química da nicotina no cérebro é maior do que a consciência do mal que ela faz.

Normalmente, as pessoas só se dão conta de que precisam parar de fumar quando ficam gravemente doentes, seja por problemas cardíacos ou até mesmo pelo surgimento de um câncer.

O fato é que ninguém quer ficar doente, mas para que uma doença grave não se instale, é preciso realizar algumas mudanças.

Como não voltar a fumar?

Parar de fumar é uma tarefa muito difícil, mas a batalha para ficar longe do cigarro para sempre é ainda mais.

Isso ocorre porque, na maioria das vezes, o ato de fumar está ligado a outros hábitos do dia a dia, como tomar café, ingerir álcool, socializar com os amigos ou só para relaxar.

Além disso, fumar funciona como uma válvula de escape para fugir do estresse e suprir o vazio causado por crises de ansiedade e outros problemas psicológicos.

No entanto, esse é um ciclo vicioso que, se não for interrompido de vez, pode permanecer em um looping infinito e letal.

Para que isso não aconteça, especialistas recomendam algumas medidas simples, mas que podem salvar vidas.

10 dicas para não cair na tentação de voltar a fumar

Antes de mais nada, é importante ter em mente que parar de fumar faz parte de um tratamento de saúde e precisa de um acompanhamento profissional.

Muitas pessoas tentam parar de fumar sozinhas, mas a maioria volta porque não tem apoio médico e psicológico necessários para esse desafio.

Estudos apontam que a maioria das recaídas ao cigarro ocorrem nos três primeiros meses de tratamento. Isso acontece devido à falta de acompanhamento e também por não mudar os hábitos ligados ao fumo.

Uma vez que decidiu parar de fumar, o ex-fumante deve seguir algumas recomendações:

  1. Beber água – Parece estranho, mas essa é a primeira dica dada pelo Dr. Dráuzio Varella, que também já foi fumante um dia. Segundo ele, toda vez que você pensar em fumar, beba um copo d’água. Além de melhorar a saúde como um todo, ajuda a driblar a vontade de fumar.
  2. Não subestime o cigarro – Uma vez que parou de fumar, evite comprar cigarros, mesmo que seja para outra pessoa. Da mesma forma, evite ficar próximo de quem fuma, pois isso pode despertar o desejo de fumar novamente.
  3. Troque as tragadas por lanches saudáveis – Assim como o truque de beber água, outra dica muito legal é andar sempre com pequenas porções de alimentos saudáveis como nozes, castanhas e frutas secas. Vale até cenouras e pepinos, pois eles necessitam de uma mastigação mais demorada, ocupando o lugar de colocar o cigarro na boca.
  4. Engane o cérebro – Complementando a dica anterior, outros especialistas indicam também outras alternativas como chupar gelo, escovar os dentes toda hora, manter as mãos ocupadas desenhando ou manuseando pequenos objetos. A ideia aqui é não ficar parado e fazer algo diferente para distrair a atenção.
  5. Pratique atividade física – Essa também foi uma das formas que o Dr. Dráuzio Varella encontrou para parar de fumar. Eles e todos os outros especialistas são unânimes em dizer que a prática de atividade física libera serotonina e endorfina, neurotransmissores que promovem a sensação de bem-estar.
  6. Troque os hábitos associados – Normalmente, quem fuma está acostumado a tomar um café ou ingerir alguma bebida alcoólica. Nesse período em que estiver lutando contra a vontade de fumar, recomenda-se substituir essas bebidas por outras como água, chá ou mesmo um suco de frutas sem açúcar, pois dessa forma é possível desassociar uma coisa da outra.
  7. Pense nos benefícios – Além de fazer bem para a saúde, parar de fumar pode melhorar também a saúde do seu bolso. Pense na economia que estará fazendo ao deixar de fumar, mesmo que seja trocando o cigarro por algum outro tipo de “vício do bem”. Seja comprando alimentos saudáveis ou investindo em atividades que causam prazer e bem-estar.
  8. Fumantes passivos – Além de pensar na sua própria saúde, pense também na saúde daqueles com os quais convive. Adultos, crianças e até animais que convivem com fumantes, tornam-se fumantes passivos, pois inalam fumaça com nicotina e todos os componentes tóxicos contidos no cigarro. Os dados causados por essas substâncias nos fumantes passivos são iguais ou até piores do que naqueles que fumam!
  9. Domine a vontade de fumar – A nicotina é uma droga poderosa que atinge o cérebro em até sete minutos. É por isso que a ausência dela no organismo causa efeitos colaterais no organismo, principalmente nos três primeiros dias. No entanto, se conseguir dominar a vontade de fumar nesse período, com o tempo a intensidade diminui e fica mais fácil manter longe a tentação.
  10. Tente outra vez – E por fim, lembre-se que a recaída não é o fim, mas pode simbolizar o recomeço com uma consciência melhor do que funciona ou não para você. Se isso acontecer, procure pensar no que a causou com o intuito de evitar que o erro se repita na próxima vez.

Falando especificamente sobre a pandemia, sabemos que ela despertou em nós vários gatilhos tanto para o bem quanto para o mal. Que tal transformar a tentação de fumar pelo desejo de melhorar a saúde contra o coronavírus?

O cigarro enfraquece os pulmões e agrava ainda mais as doenças respiratórias, além de causar diversos tipos de câncer.

Deixar de fumar pode ser uma tarefa difícil, mas não é impossível se você realmente quiser que isso aconteça. Essa luta fica mais mais difícil se estiver sozinho, por isso, busque ajuda profissional!



Fonte: GreenMe



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais