Evite o Desperdício

Confira como economizar na conta de luz mantendo a decoração de Natal

Compartilhe:     |  5 de dezembro de 2020

Foto: Antonio Scorza/ 10.12.2019 / Agência O Globo

A conta de luz já ficará mais cara neste fim de ano depois de a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reativou o sistema de bandeira tarifárias e definiu a bandeira vermelha patamar 2 para o mês de dezembro. Além disso, neste período, o consumo de energia também tende a aumentar por conta das altas temperaturas e dos tradicionais enfeites natalinos luminosos.

As lâmpadas decorativas de pisca-pisca ou cascatas consomem muita energia. Um conjunto com 100 luzes comuns, por exemplo, se ficar ligado 8h por dia, representa um aumento no consumo de 12 kWh por mês. Para evitar esse aumento na conta de luz, a recomendação de especialistas é reduzir o tempo com as luzes ligadas e, se possível investir em luzes de LED.

Quanto maior a potência e o tempo de uso, maior será o consumo de energia. Portanto, é aconselhável que o consumidor escolha enfeites que tenham uma potência menor. Outra prática que ajuda a reduzir o gasto é desligar as luzinhas no período em que não houver movimento na residência e durante o dia.

Segundo a concessionária de energia Light, utilizar produtos com a tecnologia LED, além de contribuir para a redução de até 80% do consumo de energia em relação ao pisca pisca tradicional, também é mais segura. Eles possuem uma potência média de 15 watts e, se utilizadas no período também de 8h, irão consumir apenas 3,6 KWh mensais.

Clauber Leite, coordenador do programa de energia do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), lembra que o consumo de energia dos brasileiros tem aumentado com as pessoas passando mais tempo em casa por conta da pandemia de Covid. Ele ressalta que os enfeites natalinos geralmente têm impacto na conta de luz, mas com hábitos mais conscientes é possível reduzir os gastos:

— Vai ter um aumento porque é um consumo de energia que você geralmente não tem em outros meses do ano. A compra de luz de LED é um investimento porque geralmente é mais cara que a convencional, mas ela poderá significar redução grande de consumo — explica Leite.

Como economizar

Na hora de adquirir os “pisca-piscas”, é importante atentar para potência demandada pelo produto. Essa informação, dada em watts (W), está na embalagem. Quanto maior for a potência, maior será o consumo de energia do enfeite. Lembre-se que deixar o pisca-pisca aceso por menos tempo vai gerar consumo menor de energia e não irá impactar tanto a conta de luz no final do mês.

Outra dica é utilizar produtos com a tecnologia LED que, além de contribuir para a redução de até 80% do consumo de energia, também é mais segura.

Confira outras dicas

– Na compra dos enfeites luminosos, procure produtos homologados e com selo do Instituto Nacional de – – Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Produtos sem essa etiqueta podem provocar superaquecimento, curtos-circuitos e até mesmo princípio de incêndio;
– Estabeleça um horário para ligar e desligar os enfeites luminosos, evitando desperdício e riscos de acidentes;
– Evite deixar a instalação em área sujeita à chuva;
– Não deixe a fiação elétrica ao alcance de crianças e dos seus pets;
– Não instale as lâmpadas decorativas em estruturas metálicas.



Fonte: Extra - Yahoo



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Veterinária dá dicas para cuidar da saúde dos olhos de animais domésticos

Leia Mais