Dicas Ecológicas

Conheça seis boas práticas para lavar a roupa de forma mais sustentável

Compartilhe:     |  30 de maio de 2021

Há pequenas alterações que podemos implementar nas nossas rotinas para conseguir lavar a roupa de forma mais sustentável. Saiba que dicas são essas, com a ajuda do Doutor Finanças.

Conheça seis boas práticas para lavar a roupa de forma mais sustentável

Dentro de casa, existe pequenas mudanças que se pode fazer e que permitem não só poupar dinheiro, como o meio ambiente, afirma o Doutor Finanças. A lavagem da roupa, por exemplo, é uma das áreas onde o impacto ambiental tem tendência a passar despercebido.

Esta prática é uma das grandes responsáveis por elevados desperdícios de água e eletricidade, note-se. Nesse sentido, é necessário tomar em conhecimento de algumas dicas para começar a lavar a roupa lá de casa, de forma mais sustentável. Tome nota.

Opte por máquinas energeticamente mais eficientes

Caso esteja a pensar arranjar uma máquina de lavar roupa, o Doutor Finanças recomenda que adquira um modelo com maior eficiência energética, de preferência A a A+++.

Para além da questão dos consumos, saiba que uma máquina com um tambor adequado ao tamanho da sua família faz toda a diferença. Um tambor maior leva mais roupa, o que significa um menor número de lavagens durante a semana.

Evite usar e colocar logo para lavar 

Lavar a roupa menos vezes vai permitir-lhe poupar em recursos e prolongar a vida dos tecidos, já que as lavagens causam o seu desgaste. Além disso, existe a questão dos microplásticos que são libertados sempre que lavamos roupa constituída por poliéster, nylon, acrílico e outras fibras sintéticas, salienta o Doutor Finanças.

Separe as peças e adequar o tratamento 

Começando pelo básico, separe sempre as cores. É importante que o faça para evitar, quer manchar a roupa, quer perder a cor das peças que desbotam.  Ao mesmo tempo, se a roupa não é toda igual, não precisa dos mesmos cuidados.

Outra situação tem a ver com a pré-lavagem, o segredo é colocar a peça de molho ou a corar com sabão azul, umas horas antes de ir para a máquina.

Opte por ciclos mais curtos e com água fria

Lavar a roupa com água fria é sinónimo de poupança de energia e, consequentemente, de dinheiro. Utilize apenas água quente em situações excecionais em que realmente é necessário, até porque as elevadas temperaturas têm tendência a encolher a roupa.

Tenha atenção ao detergente

Idealmente a escolha deveria recair nos produtos compostos apenas por ingredientes biodegradáveis vendidos a granel ou em embalagens mais ecológicas que o plástico.

Por outro lado, existe uma tendência em abusar na quantidade de detergente utilizado. Note que o excesso pode deixar resíduos na roupa, no próprio equipamento e, por consequência, libertar mais químicos para a água que é deitada fora. 

Seque a roupa ao ar livre

Secar a roupa ao ar livre, ao sol e ao vento é a forma mais sustentável de o fazer. Para além da questão de poupança e sustentabilidade, o sol e o arejamento têm ação antibacteriana e desodorizante, livrando a roupa de ácaros, de maus cheiros e ajudando, ainda, a branquear a roupa branca, sustenta o Doutor Finanças.



Fonte: Casa ao Minuto



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Como não repreender seu cachorro – Dicas de cuidados e educação

Leia Mais