Notícias

Consumidor residencial pode deixar de emitir mais de 1 tonelada de CO2 por ano

Compartilhe:     |  17 de junho de 2016

Estudo da Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia (ABESCO) revela que o consumidor residencial pode deixar de emitir por ano mais de uma tonelada de gases poluidores com microgeração de energia.

Para o especialista e associado da Abesco, Rodrigo Dalmonico, a microgeração de energia residencial é uma das formas para o Brasil alcançar as metas de redução de CO2 acordadas na Conferência do Clima de Paris, a COP21.

Para ele o poder de atuar e reduzir a emissão de gases está na mão de cada brasileiro e de cada habitante do planeta. “As soluções de micro e mini geração de energia possibilitam, em grande escala, atuar neste sentido, com atitudes sustentável e reduzindo diretamente a emissão de gases na atmosfera”, afirma.

Rodrigo Dalmonico explica que uma resolução da Aneel de 2012 permite que cada morador, cada dono de empresa, cada unidade consumidora do Brasil possa gerar a própria energia elétrica pro seu consumo. A resolução diz que essa geração de energia precisa ser feita através de fontes renováveis, fontes que não agridam o meio ambiente. “Então a gente bota ai energia solar fotovoltaica como a principal referência neste sentido, porque é a fonte mais utilizada no Brasil, em larga escala”.



Fonte: EBC Agência



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Gatos: dicas de cientistas para cuidar bem do seu pet

Leia Mais