Arte de Reciclar

Cooperativa de catadores transforma garrafas PET em cerdas de vassouras

Compartilhe:     |  13 de junho de 2015

Além de reduzir a quantidade de lixo, iniciativa aumenta a renda de famílias

Para fazer uma vassoura caseira, são utilizadas sete garrafas PET. Para vassouras de rua, são usadas 14 garrafas (Foto: Globo)
Para fazer uma vassoura caseira, são utilizadas sete garrafas PET. Para vassouras de rua, são necessárias 14 garrafas (Foto: Globo)

 

Na cidade de Cruz Alta (RS), as garrafas PET deixaram de ser vilãs, para se tornarem aliadas no combate à sujeira. Isso porque a associação de catadores da cidade deu um destino muito mais nobre a elas. Ao invés de serem descartadas nos lixões, elas são utilizadas na produção de cerdas de vassouras. As garrafas não só deixam de virar lixo, como também passam a limpar ruas e casas.

A ideia foi desenvolvida na Bahia e levada ao Rio Grande do Sul pelo seu criador. O catador Thiago Dias aprendeu a operar as máquinas e se transformou em um multiplicador. Hoje, ele ensina outros catadores a transformarem garrafas em cerdas. Atualmente, 15 dos 135 catadores de lixo da cidade trabalham na produção das vassouras.

Famílias, empresas e escolas contribuem com os catadores, separando as garrafas que serão utilizadas por eles. Além de uma ação de responsabilidade ambiental, a fabricação de vassouras a partir de garrafas PET também contribui para a sociedade e para os catadores. A renda mensal subiu de R$ 700 para R$ 1000.

Fonte: Rede Globo – Como Será?



Fonte:



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Holanda se torna o primeiro país sem cães abandonados – e não precisou sacrificar nenhum

Leia Mais