Notícias

Copa do Mundo: como falar com as crianças sobre perdas e ganhos

Compartilhe:     |  19 de junho de 2018

Por Juliana Malacarne

A Copa do Mundo pode ser uma boa oportunidade para ensinar seu filho a lidar com a frustração. Se ele ficar irritado com uma derrota do Brasil ou de outra seleção para a qual torce, a primeira atitude deve ser acolher o pequeno e depois conversar sobre a situação, recomenda a psicóloga Andréa Cañete, do Hospital Pequeno Príncipe (PR).

“Peça para a criança descrever o que está sentindo e explique que a derrota faz parte da competição [até os grandes times perdem!]. Ela não anula o esforço feito para chegar até ali”, diz. Para fortalecer o argumento, você pode, ainda, contar histórias de superação de jogadores – como a de Ronaldo Fenômeno, que amargou uma dura derrota em 1998 para finalmente erguer a taça mais disputada do mundo em 2002. Uma baita lição de persistência que as crianças podem aplicar no dia a dia, concorda?

5 coisas sobre a Rússia que as crianças vão amar

Estádio St. Petersburg, na Rússia (Foto: Reprodução/Instagram)

O principal campeonato de futebol do mundo acontece na Rússia este ano. A abertura é nesta quinta-feira (14) e a final está marcada para 15 de julho. Será um mês de muitas emoções para o seu filho. Uma boa ideia é começar a preparar os ânimos da famíliia, descobrindo alguns pontos curiosos do país que sedia as disputas. As informações vão render um papo e tanto!

Os gatos no Museu Hermitage (Foto: Reprodução/Instagram)

11 . No maior museu do país, o Hermitage, em São Petersburgo, vivem dezenas de gatos. De acordo com registros históricos, uma população de felinos foi levada ao local pela primeira vez no século 18 para proteger as obras contra os ataques de ratos. Hoje em dia eles não circulam mais pelos corredores do edifício, mas se tornaram uma atração à parte nos arredores.

2. O maior rio europeu, o Volga, fica na Rússia. Ele tem cerca de 3.690 km, distância equivalente, em linha reta, a que há entre Belém (PA) e Porto Alegre (RS).

3. Em Moscou, capital da Rússia, existe um monumento em homenagem a Laika, a cadelinha que foi o primeiro ser vivo terrestre a orbitar a Terra, em 1957.

4. No país, fica localizado o lugar mais frio habitado por seres humanos na Terra, Oymyakon. O recorde de temperatura foi de −67,7 °C, registrado em 1933. É tão gelado que os cílios das pessoas congelam na rua!

5. Reconhecida pelo Guinness, o livro dos recordes, a Transiberiana, que corta o país de leste a oeste, é a maior ferrovia do mundo: cruza oito fusos horários, 87 cidades e 16 rios. A viagem de um extremo ao outro leva cerca de sete dias.



Fonte: Revista Crescer



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais