Notícias

Cortar emissões de metano pode reduzir aquecimento global em 30%

Compartilhe:     |  30 de abril de 2021

Estudo levou em consideração tecnologias já existentes e comprova que ações rápidas evitariam impactos climáticos extremos

Alguns cientistas afirmam que o gás metano tem capacidade de retenção de calor até 80 vezes maior do que a do dióxido de carbono, outros afirmam que a capacidade é 34 vezes maior. Mas, de qualquer maneira, está claro que as emissões de metano representam uma ameaça ao clima. E este potente gás de efeito estufa é produzido por diversas atividades, da pecuária à extração de combustíveis fósseis.

Um estudo publicado na revista Environmental Research Letters mostrou que ações rápidas para reduzir as emissões de metano podem diminuir a taxa de aquecimento da Terra em até 30%, uma resultado muito significativo no combate às mudanças climáticas.

A pesquisa levou em consideração tecnologias já existentes e calculou os efeitos do uso simultâneo em grande escala destes recursos para reduzir as emissões de metano pela metade até 2030. Essas reduções poderiam ter um impacto crucial no esforço global para limitar o aquecimento abaixo de 2°C em comparação aos níveis pré-industriais – um objetivo central do acordo climático de Paris.Os resultados seriam igualmente importantes: evitar o aumento mais severo do nível do mar, danos aos ecossistemas e retardar impactos climáticos extremos.

Olho do furacão na terra visto do espaço. Foto: NASA

“Se realmente aumentarmos as reduções de metano, poderemos ter benefícios tangíveis durante nossa vida”, disse Ilissa Ocko, cientista do clima do Fundo de Defesa Ambiental e principal autora do estudo. “Se você tomasse essas ações e cortasse o máximo de metano possível, veria um benefício claro na quantidade de aquecimento que evitaríamos.”

“A TEMPERATURA EM 2050 SERÁ DETERMINADA PELO QUE FIZERMOS AGORA.”

Ilissa Ocko, cientista do clima do Fundo de Defesa Ambiental

Os cientistas alertam que o foco no combater as mudanças climáticas normalmente fica na redução das emissões de dióxido de carbono, que é efetivamente o gás mais comum de efeito estufa. Apesar do metano ser menos abundante e ter uma permanência menor na atmosfera, ele é muito mais eficaz na retenção de calor e a curto prazo, reduzir a poluição por metano pode ser uma solução rápida e eficiente para conter o aquecimento da Terra.

Concentração de metano aumenta rapidamente

Um outro estudo traz informações preocupantes em relação à concentração de metano na atmosfera. No início de abril, a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional relatou que os níveis de metano têm aumentado rapidamente, com um 2020 marcando “o maior aumento anual registrado desde o início das medições sistemáticas em 1983”.

“Precisamos que as empresas levem isso a sério tanto para responder à regulamentação quanto para manter sua licença social”, afirma Jason Bordoff, fundador e diretor do instituto de energia global da Universidade de Columbia, se referindo especialmente às empresas de petróleo e gás. Bordoff ressalta ainda que as tecnologias para capturar metano são conhecidas e acessíveis.

“É UM GÁS DE CURTA DURAÇÃO, MAS TEM UM PODEROSO IMPACTO NO AQUECIMENTO.”

Jason Bordoff, fundador e diretor do instituto de energia global da Universidade de Columbia

A pecuária é responsável por boa parte das emissões de metano. Mas algumas medidas poderiam ajudar a mitigar este impacto. Foto: iStock

Ações imediatas

Ocko e sua equipe de cientistas reforçam a mensagem de que as ações para diminuir emissões de metano podem ser empregadas rapidamente. Elas envolvem por exemplo o controle de vazamentos de petróleo e gás, a limpeza de minas de carvão abandonadas, a expansão do uso de suplementos alimentares para o gado e a implantação mais ampla de tecnologias para capturar as emissões dos aterros sanitários.

“Embora seja essencial minimizar o aquecimento nas próximas décadas, além do longo prazo, estamos atualmente em um caminho que apoia ações lentas ou retardadas sobre o metano, apesar das inúmeras medidas de mitigação prontamente disponíveis e acessíveis”, alertam os cientistas.

“É possível que estejamos perdendo uma oportunidade ímpar de desacelerar a taxa de aquecimento.” Ações globais e imediatas, com abordagem já conhecida, podem ajudar a evitar graves consequências climáticas. E ações mais lentas no combate às emissões de metano podem significar um aumento na taxa de aquecimento e mudanças climáticas mais severas até 2050, descobriram os autores.



Fonte: CicloVivo - Por Natasha Olsen



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais