Notícias

Criadores se organizam e mostram a força da caprinocultura no Cariri

Compartilhe:     |  6 de agosto de 2019

A realização da XI Feira de Caprinos e Ovinos de Barra de São Miguel, no Cariri paraibano, denominada Barra Bode ocorrida no fim de semana, mostrou a organização dos criadores e a força da caprinocultura na região semiárida. No evento, foram realizadas exposições de animais, torneios leiteiros, desfiles de pistas e, principalmente, transformou-se em um espaço de debates acerca de ações para fortalecer essa atividade na Paraíba, a exemplo do Fórum Instituto de Desenvolvimento do Cariri Oriental Paraibano que, na sexta-feira dia (2), promoveu mais uma reunião com a participação de diversos representantes de segmentos com atuação no semiárido.

Durante a feira, realizada pela prefeitura municipal com a parceria do Governo do Estado, por meio da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), os participantes conheceram novas tecnologias de melhoramento genético dos rebanhos caprinos e ovinos. Houve troca de experiências entre criadores e técnicos, além de contatos com agentes financeiros.

O prefeito João Batista Truta destacou que a feira tem crescido, apesar da crise financeira e dos períodos de estiagens verificadas nos últimos anos, mostrando a força da economia do Cariri que passa pela caprinocultura. “Não é apenas festa, mas se trata de um evento que agrega valores numa ação conjunta, desde educação até a geração de renda”, comentou. A proposta também foi provocar discussões sobre a recuperação do meio ambiente e o uso racional da água que, na região, é escassa.

O prefeito destacou que a melhoria do rebanho caprino e ovino tem sido um dos pontos principais das feiras. Isso acontece com a melhoria genética que tem sido introduzida, graças ao trabalho de pesquisa realizado pela Emepa, hoje Empaer, voltado à melhoria dos rebanhos, sobretudo no município de Barra de São Miguel. “Em doze anos, nosso rebanho de caprino e ovino triplicou no Cariri”, reconheceu.

A Festa Barra Bode contou com 120 baias para acomodar os animais vindos de diversos municípios, inclusive do estado de Pernambuco e pelo menos 600 animais caprinos e ovinos que estiveram expostos, muitos dos quais comercializados. “Isso mostra a potencialidade econômica da caprinocultura na região e, também, em nosso município”, comentou.

No município de Barra de São Miguel são produzidos e comercializados em torno de oito mil litros de leite, todos semanalmente, fornecidos para uma indústria de laticínio da região. A feira se constituiu numa oportunidade para se exportar e comercializar a gastronomia da região e produtos artesanais.

A Secretaria da Agricultura Familiar, representada por Jorge Camilo, estava presente participando do Fórum Instituto de Desenvolvimento do Cariri Oriental Paraibano, ouvindo reivindicações.

Apresentação de invento – Na ocasião, foi lançada por um grupo de estudantes do Instituto Federal da Paraíba (IFPB) de Campina Grande, a adaptação de um invento para a realidade do semiárido, possibilitando fazer irrigação controlada, para reduzir o consumo de água e de energia. Por meio de um sensor interligado a um computador, é feita no solo a medição da necessidade e quantidade de água para a irrigação das culturas, a qual é liberada automaticamente.

“O produtor pode controlar a quantidade de água em culturas irrigadas como hortaliças e forrageiras, economizando água e energia”, afirmou o estudante Matheus Barbosa. Ele explicou que o projeto foi financiado pela prefeitura municipal e que, agora, será levado para experimentos no campo. Participam do projeto os estudantes, Bruno Soares e Allan Bispo, além do agrônomo Carlos Eduardo Silva dos Santos.



Fonte: Secom-PB



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Saiba como proceder em caso de envenenamento de cães e gatos

Leia Mais