Cursos e Congressos

Curso sobre reequilíbrio da matriz energética do corpo está com inscrições abertas

Compartilhe:     |  28 de julho de 2018
 

Destinado a médicos de todas as especialidades que desejam se aperfeiçoar em metodologia que reequilibra a matriz energética do corpo, o Curso de Formação BioFAO na Medicina, que acontece nos meses de setembro e novembro, está com inscrições abertas. Organizado pelo Instituto BioFAO, a iniciativa tem três módulos online e mais dois encontros presenciais com a médica Míria de Amorim, idealizadora da metodologia há mais de 30 anos. Os interessados podem garantir a vaga por meio deste link.

Os três módulos do curso, que acontecerão na sede do instituto, na Barra da Tijuca, são compostos de videoaulas, que devem ser assistidas antes da parte presencial. A duração total é de aproximadamente três meses e há descontos para alunos de medicina, residentes e recém-formados.

Entre o corpo docente está Naiza Cruz, chefe da pediatria do Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A médica destaca que o Curso BioFAO é uma ótima oportunidade para ampliar o olhar sobre a medicina:

— O curso é o início de formação de um pensamento sistêmico que abre a visão do médico para uma nova perspectiva, que não seja somente a leitura da medicina clássica aprendida em nossos cursos superiores.

Prevenir e tratar doenças de uma maneira natural e sistêmica. Essa é a proposta da metodologia BioFAO, um processo terapêutico que promete promover o reequilíbrio da matriz energética do corpo por meio de uma combinação única de sete medicamentos homeopáticos. Fruto de pesquisas realizadas ao longo dos últimos 33 anos por um grupo de médicos brasileiros, o método é ainda pouco difundido, mas já conta com milhares de pacientes que se tratam há longos anos, com relatos que impressionam e pode ser considerado como uma quebra de paradigmas na homeopatia.

BioFAO é a sigla para “fatores de auto-organização do biocampo” e, como o termo indica, atua diretamente no equilíbrio do biocampo, que é a campo vital presente em todos os seres vivos. Aplicada tanto em seres humanos, como em animais e vegetais, a metodologia conta com diversos estudos em parceria com a Faculdade de Medicina de Marília (Famema), a Universidade Federal do Rio De Janeiro (UFRJ) e a Universidade Federal de Uberlândia, evidenciando sua eficácia na medicina, veterinária e agricultura.

De acordo com Míria de Amorim, fundadora do Instituto BioFAO, o procedimento trata pessoas, e não a doença. Conduzida exclusivamente por médicos formados na metodologia, o BioFAO ativa o campo energético interno, promovendo as condições ideais para que a auto-organização natural do corpo se estabeleça:

— O objetivo do tratamento é reabrir memórias do nosso potencial original de saúde e estimular a recuperação da capacidade de autorregulação presente em todos os organismos, o que proporciona a cura ou o melhor controle de doenças e suas manifestações — explica a médica.



Fonte: Extra



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais