Notícias

Curta o verão e leve com você 5 dicas para consumir sempre com melhor impacto

Compartilhe:     |  6 de janeiro de 2020

As férias de verão estão chegando, mas o nosso cuidado com o meio ambiente e os hábitos de consumo consciente não podem ter descanso. Como a estação é propícia para a curtição à beira-mar, montamos uma lista de dicas para você aproveitar os dias pé na areia de maneira sustentável.

Afinal, os números estão aí para nos lembrar que há muito o que fazer pela preservação dos mares. Segundo a UN Environment, estima-se que 8 milhões de toneladas de resíduos plásticos acabem nos oceanos todos os anos. As atividades humanas em terra (como o descarte incorreto de resíduos nas costas litorâneas, principalmente nas praias) são as que mais contribuem para esse total.

Falando especificamente do Brasil, a cada ano são lançados nas praias entre 70 mil e 190 mil toneladas de materiais plásticos descartados. De todo o lixo encontrado em nosso litoral, 95% é feito de plástico (como garrafas, copos, canudos e embalagens de sorvete), sendo que 80% deles são originários da má gestão de resíduos sólidos urbanos, das atividades econômicas (comércio e indústria) e portuárias e do turismo.

Portanto, uma vez de férias na praia, reflita sobre todas as etapas do seu consumo de modo a não deixar nenhum “rastro humano” nas areias ou no mar:

A produção de lixo na praia é inevitável, mas manter o lugar limpo, não. Tenha sempre com você uma sacolinha para juntar todas as embalagens e outros resíduos e depois descartá-los corretamente.

Atualmente, nove entre os 10 itens mais encontrados em praias são resíduos plásticos. O primeiro lugar da lista, no entanto, é das bitucas de cigarro. Em 32 anos de coletas de resíduos nas praias, a Ocean Conservancy já recolheu mais de 60 milhões de bitucas.

Se você for fumante, faça a sua parte: recolha suas bitucas para que elas não acabem poluindo a areia ou o mar.

Com o calor, manter-se hidratado é essencial. E a oferta de bebidas nas praias também costuma ser um grande atrativo. Porém, elas são comumente servidas em copos plásticos de uso único, que são utilizados por poucos minutos antes de serem descartados.

A dica é optar por consumir as bebidas em copos e garrafas reaproveitáveis. Basta colocar estes itens na sua sacola de praia. Ao abrir mão dos descartáveis, você reduz a geração de resíduos.

Só no Brasil, são consumidos 720 milhões de copos descartáveis por dia, sendo que estes itens se encontram no top 10 de resíduos mais encontrados nas praias, segundo a Ocean Conservancy.

Na hora de se refrescar, você costuma ir de picolé ou de sorvete na casquinha? Sempre que puder, escolha a casquinha para gerar menos resíduos. Veja só: o picolé é embalado com plástico e possui um palitinho (muitas vezes também feito de plástico, ou de madeira), e ambos serão descartados logo após o consumo. Com a casquinha, o aproveitamento do sorvete é de 100%!

Confira ainda este cálculo: Se 1/3 dos brasileiros substituírem o picolé do dia por um sorvete na casquinha, apenas neste dia evitamos o consumo de mais de 70 milhões de palitos de sorvete. Se estes palitos forem enfileirados, terão a distância de uma viagem de ida e volta da cidade de São Paulo a Manaus.

Bateu a fome e você foi à praia sem um lanchinho? Procure consumir alimentos locais e da época, como peixes e sucos de frutas, preparados por comerciantes da região.

Quando você incentiva a produção local, favorece o desenvolvimento econômico da região, reduz os impactos negativos gerados pelas emissões dos serviços de transporte de produtos e tem a chance de conhecer de perto as práticas aplicadas na cadeia de produção do que está adquirindo, compreendendo melhor seus impactos.

Você não troca sua toalha diariamente quando em casa, não é mesmo? Então por que ter esse hábito na pousada ou no hotel? Nestas férias, avise em sua hospedagem que irá reutilizar a tolha. Assim, você economiza água e produtos que seriam utilizados em sua lavagem.

E estes recursos não são poucos: um ciclo de lavagem consome, em média, 96,28 litros de água, o equivalente ao total de água gasto em 3 banhos de 5 minutos cada.



Fonte: Akatu - Maiara Barbosa



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Holanda se torna o primeiro país sem cães abandonados – e não precisou sacrificar nenhum

Leia Mais