Crônicas e Poesias

Curupira

Compartilhe:     |  29 de agosto de 2015

Protetor das árvores e da vida
Lá vai o Curupira
Que dia todo em sua lida
Leva o caçador a grande ira

Com seus pés virados
Desnorteia os invasores
Que ficam horrorizados
Com seus gritos assustadores

Seus pelos avermelhados
Lembram um ser diabólico
A vagar nos alagados

Segue assim o Curupira
Seu mister bem ecológico
De guardião de toda a vida

Poema de Antonio Silveira

Fonte: Teia Online



Fonte:



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Alimentação natural para cães: saiba tudo sobre o assunto

Leia Mais