Notícias

Designers são premiados pela criação de golfinho animatrônico que substitui animais em espetáculos

Compartilhe:     |  27 de junho de 2020

Dois designers foram premiados por criar um modelo animatrônico de golfinho que pode substituir animais explorados em produções cinematográficas, aquários e zoos. A PETA homenageou Roger Holzberg e Walt Conti, da Edge Innovations, com o prêmio Innovator for Animals pelo golfinho mecânico.

Roger Holzberg afirma que o modelo animatrônico é “um sonho tornado realidade” para “aqueles que se preocupam com a preservação de animais marinhos”. A empresa garante ainda que o golfinho robótico “fornece uma maneira de reinventar a indústria de entretenimento marítimo com um futuro sustentável”.

A Edge Innovations informa ainda que o modelo é adequado para uso em “aquários, parques marinhos, parques temáticos, shows de fontes, linhas de cruzeiros, hotéis resort, shopping centers, museus e muito mais”. Em maio desse ano, a ANDA publicou uma matéria sobre o lançamento do projeto.

A PETA elogia a iniciativa. “Como os shows de mamíferos marinhos em cativeiro caíram em desuso; e a captura, transporte e criação de animais marinhos se tornou mais restrita, a indústria de parques marinhos como um negócio viável se tornou mais desafiadora”, disse a organização.

E completa: “O apetite do público por esse tipo de entretenimento e educação, infelizmente, ainda existe. Esses projetistas visionários lançaram uma tábua de salvação para golfinhos sensíveis que são explorados em encontros de ‘nado com golfinhos’ e em parques marinhos arcaicos”, aponta.

A PETA revela ainda que uma pesquisa recente feita com clientes da Virgin Holidays aponta que 92% dos entrevistados “preferem ver animais em seu habitat” em vez de em cativeiro.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Medicamentos e remédios caseiros: o que fazer e o que não fazer?

Leia Mais