Notícias

Diabéticos não precisam ficar na vontade nas festas de fim de ano: é preciso controle

Compartilhe:     |  23 de dezembro de 2018

As ceias de fim de ano são um convite tentador para meter o pé na jaca e comer além da conta. Geralmente, esta época é um tormento para quem tem restrições alimentares, como os diabéticos. Mas é possível aproveitar as delícias postas à mesa, desde que se mantenha o controle. Segundo Tarissa Petry, endocrinologista do Centro Especializado de Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, o que mais impacta na glicemia é a quantidade de carboidrato ingerida e não somente o tipo.

— Nenhum alimento deve ser consumido em excesso. Por isso, variar os alimentos sem exagerar na quantidade é a melhor opção. Não há necessidade de proibir certo tipo de sobremesa, desde que haja controle na quantidade. Também não adianta escolher o arroz integral e comer em quantidade exagerada, por exemplo — afirma Tarissa.

Alimentos ricos em fibras retardam a absorção de carboidratos e ajudam a manter o controle da glicemia. Por isso, os especialistas recomendam incluir no cardápio verduras, legumes e carboidratos integrais. A hidratação é outro cuidado fundamental nas festas.

— É importante beber pelo menos três copos de água antes de começar qualquer ingestão de bebida alcoólica. — diz o endocrinologista Levimar Rocha Araújo, professor da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.

Ficar muito tempo sem comer também pode desregular os níveis de glicemia. Portanto, quem mantém a tradição de só servir a ceia de Natal à meia-noite deve ficar atento.

— Uma forma de não ficar muito tempo em jejum é optar por suplementos indicados para pessoas com diabetes. A recomendação é tomá-los algumas horas antes da refeição — indica Patrícia Ruffo, gerente do departamento científico da divisão nutricional da farmacêutica Abbott.

Dicas para a ceia

Planeje sua ceia com antecedência

Antes de chegar a qualquer evento, estabeleça um plano do que você vai comer. Por exemplo, se você sabe que só haverá aperitivos, selecione aqueles com menos calorias e que não aumentarão sua glicemia, como vegetais e proteínas magras. Seja cauteloso com molhos que podem adicionar calorias escondidas, sal ou açúcar

Controle a bebida alcoólica

A pessoa com diabetes precisa estar atenta ao consumo de álcool: pode beber, mas de forma moderada. Isso porque o álcool pode piorar alguns sintomas da doença, causando hipoglicemia ou aumentando rapidamente a taxa de açúcar no sangue

Não exagere nos sucos

Apesar de muitas frutas serem ricas em proteínas e fibras, algumas também são carregadas de açúcares e é preciso tomar cuidado com a quantidade. O recomendável é evitar grandes porções de laranja, manga, uva, melancia e caqui, que são ricas em nutrientes, mas também podem aumentar os níveis glicêmicos

Fique de olho na glicemia

Embora a rotina se altere nesta época do ano, é importante sempre medir as taxas de glicose no sangue antes e depois de comer, controlando a ingestão de gorduras e açúcares para aproveitar as festas de forma saudável e com qualidade

Diminua a velocidade

O cérebro demora cerca de 20 minutos para avisar o estômago que você está “cheio”. Quando as refeições são consumidas lentamente, as pessoas comem significativamente menos calorias do que aquelas que comem rápido. Para ajudar a diminuir a velocidade ao comer, tente mastigar lentamente



Fonte: Extra



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais