Ecologia e Saúde

Dieta equilibrada durante a gestação é importante para saúde da mãe e do bebê

Compartilhe:     |  9 de junho de 2019

Resultado de imagem para Dieta equilibrada durante a gestação é importante para saúde da mãe e do bebê

Manter uma dieta equilibrada deve ser premissa de todos que cuidam da própria saúde. Para as gestantes, a preocupação é em dobro. Afinal, elas são responsáveis por novos seres humanos que, em breve, virão à luz. Para garantir uma gestação segura, as futuras mamães precisam ter em mente as indicações e contraindicações para uma alimentação balanceada.

“A alimentação durante a gestação influencia muito na formação da criança após o parto. Grávidas acima do peso, que desenvolvem diabetes e hipertensão, passam para os filhos as informações das duas doenças e eles podem, futuramente, desenvolver problemas relacionados ao excesso de peso das mães”, revela a nutricionista funcional Tatiana Rom.

Não por acaso, a especialista sugere às gestantes trocarem o supermercado pela feira. Afinal, é aconselhado ingerir equilibradamente alimentos ricos em proteínas, vitaminas, cálcio, ferro, zinco, selênio e ômega 3. “Eu tento sempre mostrar a importância da alimentação saudável, livre de produtos industrializados, que são ricos em conservantes, corantes, químicas, que sabidamente fazem mal ao nosso corpo”, afirma a nutricionista.

Tatiana Rom alerta também para o diabetes gestacional, motivo de ganho de peso anormal durante a gravidez — de 7% a 14% das gestantes têm o problema, de acordo com dados divulgados, em 2017, no Manual da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo). “As mulheres se sentem impelidas a comer mais e mais por conta da demanda por nutrientes fora do comum e isso implica em doenças como o diabetes”, salienta a nutricionista.

Pré e pós-parto

Especialista em reprodução humana assistida, o médico Paulo Gallo alerta que a alimentação das gestantes vai estar refletida no feto. “A placenta funciona como uma esponja, ela filtra o que a mãe come e manda para o embrião através do cordão umbilical”, explica. Ainda segundo ele, todos os hábitos praticados pela mãe se refletem na vida do bebê, dentro e fora da barriga. “Algumas mães esquecem que depois do parto vem a amamentação”, pondera.



Fonte: O Dia - Felipe Rebouças*



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais