Notícias

Dinamarca vai abater milhões de animais por mutação do coronavírus

Compartilhe:     |  6 de novembro de 2020

O governo da Dinamarca anunciou que irá abater mais de 15 milhões de visons, mamíferos semelhantes a doninhas, que vivem em criadouros do país. A decisão, segundo a primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, foi tomada após ter sido verificada uma mutação do novo coronavírus nos animais, que teria infectado 12 pessoas.

O receio é que essa mutação do vírus prejudique a eficácia de uma futura vacina contra a covid-19.

Segundo o governo dinamarquês, a mutação não agrava as complicações da doença em humanos, mas atua sobre os anticorpos, o que poderia representar um problema ao desenvolvimento de imunizantes.

A Dinamarca é o maior produtor mundial de visons, que são usados na fabricação de casacos de pele. Hoje existem cerca de 15 milhões desses animais no país. Com a eliminação de todos, acredita-se que a indústria que explora esses mamíferos será interrompida por anos.

Decisão semelhante foi tomada na Holanda e na Espanha, que também abateram milhares de visons após a constatação de focos de infecção por coronavírus em criadouros.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que foi notificada sobre o caso na Dinamarca e que investigará o surto.

“Estamos cientes de relatos na Dinamarca de várias pessoas infectadas com coronavírus oriundo de visons, com algumas alterações genéticas no vírus. Estamos em contato com as autoridades dinamarquesas para saber mais sobre este evento”, diz o comunicado publicado no Twitter da OMS.

 



Fonte: Catraca Livre



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais