Notícias

Dinossauro descoberto no Paraná era carnívoro e tinha pé em forma de lâmina

Compartilhe:     |  28 de junho de 2019

Pesquisadores da Universidade Estadual de Maringá (UEM), da Universidade de São Paulo (USP) e do Museu Paleontológico de Cruzeiro do Oeste descobriram uma espécie inédita de dinossauro (Vespersaurus paranaensis), que viveu no noroeste do Paraná há 90 milhões de anos.

Trata-se do primeiro dinossauro a ser descoberto na região. O fóssil foi encontrado em um sítio paleontológico de Cruzeiro do Oeste — local que era um deserto quando o animal existia e hoje tem apenas 21 mil habitantes. O animal viveu nos arredores pelo menos 30 milhões de anos antes da extinção de grandes espécies de dinossauros.

O bicho tinha pequeno porte, cerca de um metro e meio, era bípede e se alimentava de outros pequenos animais. Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Paleontologia, Renato Pirani Ghilardi, um dinossauro carnívoro é algo muito “raro de ser encontrado” e “de ser preservado”.

Vespersaurus paranaensis foi descoberto no Paraná (Foto: Reprodução/ Youtube)

O  pesquisador Max Langer, da USP de Ribeirão Preto, contou que o animal tinha uma garra no pé “em formato de lâmina” e um único dedo de sustentação na pata. “ As características do pé são únicas, então foi até relativamente fácil definir que era uma espécie nova”, explicou Langer.

O nome escolhido para o dinossauro vem de “vesper”, que em latim significa para oeste, em referência ao nome da cidade onde ele foi encontrado, e “sauros”, do grego, que significa lagarto.

Na década de 1970, agricultores da região encontraram os primeiros fósseis, que foram guardados pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e só agora, 40 anos depois, revelados.

Fóssil do Vespersaurus paranaensis (Foto: Reprodução/Youtube)


Fonte: Revista Galileu



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Veterinário dá dicas importantes de como cuidar de cães e gatos com a continuação do isolamento social

Leia Mais