Notícias

Distrito Federal desperdiça 35% da água que distribui por vazamentos e falhas de tubulação

Compartilhe:     |  22 de janeiro de 2017

Desde segunda-feira (16), o Distrito Federal passa por racionamento e rodízio de água nas cidades que são atendidas pela represa do Descoberto, que está com menos de 20% de água. A crise foi deflagrada pela escassez de chuvas em 2016, mas suas causas estão na falta de planejamento no abastecimento.

Um dado que exemplifica essa falta de planejamento é o alto índice de perdas de água. Essa água é perdida em vazamentos, falhas de tubulações, fraudes e até roubo. Segundo diagnóstico do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), do Ministério das Cidades, o Distrito Federal desperdiça 35,1% da água que distribui. Ou seja, mais de um terço da água que sai das represas se perde no meio do caminho.

O problema é nacional. O Distrito Federal tem um índice melhor do que a média do país (36%), mas isso acontece porque as perdas na Região Norte são altíssimas. O Amapá, por exemplo, desperdiça 72% da água distribuída. O estado brasileiro com menor índice de perdas é Goiás, que desperdiça 30% da água. São Paulo, que passou por forte crise hídrica, perde 33% da água, uma pequena melhora em relação ao auge da crise, quando o índice estava em 34,3%.

Os dados do SNIS serão publicados no próximo dia 30 de janeiro, mas já estão disponíveis em tabelas e planilhas on-line.



Fonte: Época - Blog do Planeta - Bruno Calixto



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais