Notícias

Economia circular mostra que reuso é inteligente e rentável

Compartilhe:     |  9 de agosto de 2020

Você olha ao redor e percebe que precisa trocar a geladeira ou que seu notebook não está mais essas coisas, mas a ideia de comprar um outro equipamento não vem junto ao destino que terá o velho. Mas conceitos como a da economia circular já mudam essa visão sobre consumo, reutilização e recuperação de materiais.

Em Pernambuco, a REECicle atua nesse ramo, fazendo gerenciamento, logística reversa e destinação de resíduos eletrônicos. O presidente da empresa, Sávio França, resume: “recuperamos o produto para que ele volte ao mercado”. “As coisas precisam ser economicamente viáveis e para que as indústrias pudessem começar a receber matéria prima reciclada, precisaria ter um custo-benefício competitivo”, diz França.

Descarte inadequado significa perdas para todos os lados. “Em torno de 20% do que existe hoje – na sua casa, na rua, nas empresas – são resíduos. E daqui a um tempo,os 80% também serão. Então, esse novo arranjo produtivo oferece a oportunidade do consumidor, de qualquer porte, consiga ter uma alternativa especializada quando ele se desfizer do produto. É o ponto de partida da economia circular: reintroduzir no ciclo o que já foi considerado em fim de vida”.

Atualmente, a REECicle emprega diretamente 11 famílias. Em 10 anos de atividades, 6 mil computadores foram doados e 16 mil pessoas qualificadas de forma gratuitas, dos quais cerca de 4 mil estão no mercado de trabalho formal e trabalham com a lógica da economia circular, com a expectativa de prolongar a vida dos equipamentos.



Fonte: Diário de Pernambuco - Tatiana Notaro



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais