Notícias

Elevação dos mares pode inundar aeroportos de Nova York até 2100

Compartilhe:     |  7 de fevereiro de 2020

Alguns dos aeroportos mais movimentados do mundo, inclusive os de Nova York, podem ficar debaixo de água até o final do século se o aquecimento global desenfreado elevar os níveis dos mares, disseram pesquisadores na última quarta-feira (5).

Uma análise do Instituto de Recursos Mundiais (WRI), sediado em Washington, revelou que um aumento de um metro nos níveis dos mares inundaria cerca de 80 aeroportos de todo o globo até 2100.

“Se você sair e lançar um dardo vendado, quase tudo será afetado pela mudança climática, incluindo os aeroportos”, disse Noah Maghsadi, um dos autores.

Um relatório de 2019 do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas alertou que os níveis dos mares podem subir entre 60 e 110 centímetros se as emissões de gases do efeito estufa continuarem a crescer muito.

Mas mesmo que a meta do Acordo de Paris para limitar o aumento de temperatura do planeta a menos de 2 graus Celsius acima dos tempos pré-industriais for cumprida, os pesquisadores estimaram que quase 45% dos aeroportos globais situados em terras baixas podem ser inundados por uma elevação provável de cerca de meio metro dos níveis dos mares.

“Com base nesta análise, mesmo que de fato limitemos a mudança climática, a adaptação ainda precisa acontecer”, disse Maghsadi.

Os métodos usados para impedir as inundações incluem a construção de diques, muralhas marítimas e espaços subterrâneos, disse a análise, que estudou dados do grupo de pesquisa Climate Central sobre os níveis dos mares e da OpenFlights, uma empresa de dados de companhias aéreas e rotas.



Fonte: Exame - Reuters



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

PETA quer banir o uso do termo “animal de estimação” por ser depreciativo para os animais

Leia Mais