Notícias

Em tempos de pandemia, há necessidade de suplementar ou apenas uma boa alimentação é suficiente?

Compartilhe:     |  25 de outubro de 2020

Mesmo que uma criança se alimente bem – com comida “de verdade”, longe de guloseimas e aditivos químicos –, é preciso considerar que, em alguns momentos, seja pela idade, seja por outras situações, a suplementação, ainda assim, pode ser necessária. A prematuridade, o comprometimento imunológico, uma alimentação rica em industrializados e aditivos alimentares, seletividade alimentar, sobrepeso e obesidade são alguns exemplos. Esses grupos devem ser observados de perto e suplementados sempre que preciso.

Mas, em tempos de pandemia, acredito que precisamos investir ainda mais numa alimentação de alto valor nutritivo, bem variada, e avaliar de perto a necessidade de suplementação de vitaminas e minerais, sim. Vitaminas, como D, C, todo o complexo B, além de zinco, selênio, ômega 3, estão entre os nutrientes que devem ser levados em consideração. No entanto, apenas profissionais, como o pediatra ou o nutricionista, podem recomendar suplementação a uma criança, levando em consideração seu histórico clínico e com base em exames laboratoriais. Portanto, converse com eles.



Fonte: Revista crescer - ANDREIA FRIQUES



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais