Notícias

Embrapa lança seis tecnologias e firma parcerias na feira agropecuária Expointer

Compartilhe:     |  3 de setembro de 2019

Evento contou com a assinatura de parcerias público-privadas e o marco inicial da segunda fase do Balde Cheio no Rio Grande do Sul

Com a presença da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e do presidente Celso Moretti, aconteceu na última quinta-feira (29) o evento de lançamento de tecnologias e assinatura de convênios da Embrapa e parceiros na 42ª edição da Expointer. A solenidade aconteceu no espaço da Empresa localizado no Pavilhão Internacional, junto ao Laboratório Federal de Defesa Agropecuária (LFDA) e ao Incra, e contou com grande participação de produtores rurais e representantes de instituições públicas e privadas.

Na solenidade foram entregues à sociedade seis novas tecnologias: Campo Limpo +, máquina usada para controle do capim-annoni; milho farináceo branco BRS 015; o serviço de predições genômicas para as raças Hereford e Braford; o livro “Pêssego, Nectarina e Ameixa – O produtor pergunta, a Embrapa responde”; e os sumários de touros da Associação Nacional de Criadores (ANC) e da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB).

Também foram destaques da cerimônia a celebração do marco inicial da segunda fase do programa Balde Cheio no Rio Grande do Sul e a assinatura de oito parcerias público-privadas.

Na foto à direita, Tereza Cristina cumprimenta presidente da Embrapa, ao lado do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite

Em seu discurso, a ministra Tereza Cristina falou sobre a velocidade das mudanças na agropecuária e a importância de a Embrapa estar à frente dessas revoluções. “Como sempre esteve”, disse. “Esses acordos que foram assinados aqui hoje nos gratificam muito, pois a Embrapa cumpre seu papel de aproximação com a classe produtora, e podem ter certeza, o futuro da Embrapa será brilhante”, completou.

Conforme o presidente da Embrapa, Celso Moretti, a empresa comprova, mais uma vez, que está alinhada com os interesses do setor produtivo, entregando tecnologias e firmando parcerias que vão fazer a diferença para os produtores, no campo, e consequentemente para toda a sociedade brasileira. “Estamos entregando hoje diversas tecnologias e assinando parcerias com instituições públicas e privadas, buscando a aproximação cada vez maior com o setor produtivo, para cumprir nossa missão de levar soluções tecnológicas para o agro brasileiro”, destacou.

A Expointer, considerada a maior feira agropecuária da América Latina, ocorre até o dia 1º de setembro de 2019, no Parque Estadual de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS). Participam dessa edição da Expointer as Unidades Embrapa Clima Temperado (Pelotas, RS), Embrapa Pecuária Sul (Bagé, RS), Embrapa Suínos e Aves (Concórdia, SC), Embrapa Trigo (Passo Fundo, RS) e Embrapa Uva e Vinho (Bento Gonçalves, RS).

Tecnologias

Campo Limpo +

A Embrapa Pecuária Sul e a Grazmec apresentam ao público em 2019 o novo aplicador seletivo de herbicidas Campo Limpo +, que controla de forma seletiva plantas daninhas em pastagens, especialmente gramíneas de difícil controle como o capim-annoni. A Campo Limpo + apresenta cerca de 90% a mais de rendimento do que a versão anterior e melhoria no fluxo de distribuição de herbicida, aumentando a eficiência de controle. Tem design atualizado e melhorias no mecanismo de limpeza, além de componentes mais robustos. Também controla plantas tóxicas de folha larga como a maria-mole/flor-das-almas e o mio-mio. Apesar de ter sido concebida nas condições do Rio Grande do Sul, a máquina tem eficiência no combate de diversas plantas invasoras no Brasil, como o capim-navalha.

Milho Farináceo Branco BRS 015FB

A cultivar de milho branco recentemente desenvolvida pela Embrapa Clima Temperado (RS) apresenta características que a tornam alternativa ao trigo para produção de farinha. O Milho Farináceo Branco BRS 015FB ainda tem potencial para panificação com foco em públicos com restrição de consumo de glúten, uma vez que grãos de milho não contêm essa substância. Por sua composição, a variedade apresenta farinha de menor granulometria – ou seja, mais fina – do que as obtidas a partir de variedades tradicionais de milho. O melhor desempenho na moagem em comparação a essas variedades também pode resultar em rendimento de extração de amido 40% maior. Esse teor compensa a ausência do glúten, responsável por dar estrutura e deixar as massas mais macias. Outro destaque é a cor do grão que, mesmo integral, gera uma farinha branca. Isso, somado à baixa granulometria, resulta em pães e biscoitos similares aos obtidos a partir do trigo.

Saiba mais sobre a cultivar aqui.

Serviço de Predições Genômicas para as raças Hereford e Braford

A Embrapa, em parceria com a Conexão Delta G e o GenSys Consultores Associados, e com o apoio da ABHB, lança o Serviço de Predições Genômicas para as raças Hereford e Braford. Com base de dados de mais de 6 mil animais, com contagens de carrapato e informações de outras características de adaptação ao calor e produtivas, bem como genotipagens para 50 mil marcadores moleculares do tipo SNP, foi possível gerar avaliações genéticas aprimoradas pela genômica, que são mais precisas que as tradicionais.  Na prática, a diferença em usar touros de alta resistência em relação aos mais suscetíveis (baixa resistência) é uma redução ao redor de 1/3 na contagem média de carrapatos nos filhos, ou seja, o produtor deve esperar um nível de infestação por carrapatos 33% menor nos filhos dos touros de alta resistência, tanto no ambiente subtropical como no tropical.

Livro Pêssego, Nectarina e Ameixa – O produtor pergunta, a Embrapa Responde

A Embrapa Clima Temperado lança o livro Pêssego, Nectarina e Ameixa – O produtor pergunta, a Embrapa Responde, que faz parte da Coleção 500 Perguntas 500 Respostas, um dos canais de maior sucesso, concebidos pela Embrapa, para suprir produtores com informações claras e objetivas sobre um tema específico da agricultura ou pecuária. A obra traz em foco uma das principais cadeias produtivas em fruticultura da região Sul em 21 capítulos. Os editores são pesquisadores da Unidade, localizada em Pelotas. O município é responsável pela produção de 95% do pêssego em calda, processado de forma industrial, em todo o Brasil.

Sumários de touros da Associação Nacional de Criadores e da ABHB

A Embrapa Pecuária Sul e a Associação Nacional de Criadores (ANC) lançam o Sumário de Touros da ANC, tendo como destaque o Índice Bioeconômico de Carcaça, direcionado para as raças Angus e Brangus, bem como índices à desmama e final para as raças Angus, Brangus, Hereford, Braford, Devon e Charolês. Já a ABHB, em parceria com a Embrapa Pecuária Sul, lança o Sumário do PampaPlus, com a novidade das avaliações de ultrassonografia de carcaça, bem como índices de qualificação genética para touros pais, vacas e touros jovens líderes na avaliação.

Assinaturas

  • Embrapa Clima Temperado e Philip Morris Brasil, para produção de tabaco mais sustentável;
  • Embrapa Clima Temperado e Embrapa Pecuária Sul com a cooperativa Piá para a segunda fase do Balde Cheio no RS.
  • Embrapa e Procampo Uruguay, para avaliação de forrageiras lançadas pela Embrapa recentemente, bem como para criar condições de exploração comercial no país vizinho;
  • Embrapa e Frigorífico e Abatedouro Remanso Ltda. para transferência de know-how e posterior desenvolvimento em escala comercial de presuntos crus e copas ovinas desenvolvidos pela Embrapa Pecuária Sul no âmbito do projeto Aproveitamento Integral da Carne Ovina (Aprovinos);
  • Embrapa, Associação Nacional de Criadores “Herd-Book Collares” (ANC) e Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário Edmundo Gastal (Fapeg) para desenvolver e implementar em ambiente de produção uma plataforma digital para troca de informações e serviços entre a ANC, criadores, técnicos, e pesquisadores em suporte ao Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne (Promebo®);
  • Embrapa, Fapeg e Associação Brasileira de Criadores de Charolês, para realização de Provas de Avaliação a Campo de Reprodutores Charolês;
  • Embrapa, Conexão Delta G e GenSys para exploração comercial do Serviço de Predições Genômicas;
  • Embrapa, Fapeg e Associação Brasileira de Hereford e Braford para desenvolver e implementar em ambiente de produção um sistema de informação para o suporte ao registro genealógico e a avaliação genética de bovinos de corte pelo Programa PampaPlus.

Marco inicial

Durante a solenidade de lançamentos, também foi anunciado o marco inicial da segunda fase do Balde Cheio no RS. Com foco na bovinocultura de leite, o programa é uma metodologia de transferência de tecnologia que tem o objetivo de capacitar profissionais da assistência técnica, extensão rural e pecuaristas em técnicas, práticas e processos agrícolas, zootécnicos, gerenciais e ambientais, com uso de tecnologias adaptadas às propriedades, visando a evolução dos índices técnicos e econômicos. Em 2019, a Embrapa Clima Temperado e a Embrapa Pecuária Sul, em parceria com diversas instituições e com os produtores, lançam a segunda fase de atividades do programa no Rio Grande do Sul. O município de Alegrete foi o primeiro a retomar o Balde Cheio no Estado, e já conta com sete Unidades Demonstrativas do projeto instaladas.

Antes do evento, mais um acordo para a área do leite foi firmado. Em ato que também contou com a presença da ministra e do governador do RS, Eduardo Leite, foi assinada a parceria entre Embrapa e LFDA para desenvolvimento do programa “Leite Seguro: Segurança, Qualidade e Integridade de Leite e Produtos Lácteos Sul-Brasileiros para Alimentação Saudável e Proteção ao Consumidor” é uma parceria entre a Embrapa Clima Temperado e o Laboratório Federal de Defesa Agropecuária/RS (LFDA). O projeto obteve financiamento de R$ 30,5 milhões, por meio de processo seletivo competitivo do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e permitirá, inicialmente, importantes avanços estruturais e estratégicos para a região Sul, maior produtora de leite do País, incluindo ferramentas, métodos e protocolos na fronteira do conhecimento para aprimorar a segurança, qualidade e integridade do leite, protegendo o consumidor e promovendo a competitividade do setor.

Outros destaques

Embrapa Clima Temperado

No estande da Embrapa no Pavilhão Internacional, a Unidade de Pelotas está apresentando cultivares já lançadas, como as batatas-doces BRS Gaita, BRS Amélia, BRS Cuia e BRS Rubissol; as batatas brancas BRSIPR Bel e BRS F63 Camila; as cultivares de pêssego BRS Citrino e BRS RubraMoore; e as cultivares de amora-preta BRS Xingu e BRS Cainguá. Outra tecnologia apresentada é a BRS Pampa CL, cultivar de arroz irrigado que demanda 15% menos irrigação em comparação às cultivares de ciclos mais longos.

A Unidade também levou para a exposição o livro Morangueiro, com as principais informações sobre o cultivo do morango, geradas por cerca de 50 profissionais da Embrapa, de universidades e de institutos estaduais de pesquisa, assistência técnica e extensão rural. Outro destaque é a Régua de Manejo de Pastagens BRS Sul, que permite ajustar a carga animal em uma determinada pastagem. A vantagem da régua de manejo é já conter as medidas ideais para cada espécie forrageira, com as alturas de entrada e saída de pastejo ou corte.

A Embrapa Clima Temperado também está presente no espaço da Emater/RS-Ascar.

Embrapa Pecuária Sul

No estande da Embrapa no Pavilhão Internacional, a Unidade de Bagé trabalha o tema Desmistificação do Consumo da Carne Ovina, com a apresentação de uma revista totalmente voltada ao assunto, incluindo informações técnicas, artigos e receitas com a proteína. O público também poderá conhecer o Manual de Cortes de Carne Ovina e interagir com um protótipo de ovelha em tamanho real, que mostra as principais peças de carne ovina.

Outro tema apresentado pela Unidade é o Método Integrado de Recuperação de Pastagens (Mirapasto), com foco no controle de plantas invasoras como o capim-annoni. O objetivo é demonstrar os quatro pilares que compõem o método: o controle seletivo de plantas indesejáveis, com o uso de tecnologias como a máquina Campo Limpo e a enxada química; a correção e a manutenção da fertilidade do solo (no estande serão apresentadas as diferenças que ocorrem no solo de uma pastagem bem manejada em relação a uma mal manejada); a sobressemeadura de espécies forrageiras de inverno e de verão, com a apresentação das principais cultivares forrageiras lançadas pela Embrapa, UFRGS e Sulpasto nos últimos anos; e o ajuste de carga animal de acordo com a oferta de pastagem.

A Unidade também marca presença no estande do Senar, no ambiente que trata do bem-estar animal; na Vitrine da Carne no estande Juntos para Competir, em parceria com a Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco) e com a Associação Brasileira de Angus; e nos espaços da Associação Brasileira de Criadores de Charolês e da Associação Brasileira de Hereford e Braford, para apresentação das Provas de Avaliação a Campo e de Consumo Alimentar Residual

Embrapa Suínos e Aves

No estande da Embrapa no Pavilhão Internacional, a Unidade de Concórdia apresenta a Poedeira Embrapa 051, galinha especializada na produção de ovos de mesa de casca marrom, bem adaptada aos sistemas menos intensivos, com potencial para produzir 345 ovos/ave alojada durante o ciclo produtivo.

Outra tecnologia presente na exposição é o Suíno MS115/Fêmea MO25C. A linhagem de reprodutores machos Embrapa MS115 foi concebida para atender a demanda por animais mais pesados ao abate, com alto potencial de deposição de carne, reduzida espessura de toucinho e melhor conversão alimentar. A linhagem é livre do gene halotano, ligado ao estresse nos animais e a má qualidade de carne. Já a Fêmea MO25C tem como principal característica a maciez e cor avermelhada da carne e sua suculência (marmoreio), percebida principalmente nos produtos curados.

Junto com estas soluções tecnológicas, a Embrapa Suínos e Aves apresenta um conjunto de informações sobre biosseguridade na produção de suínos, além de destacar a tecnologia de abatedouros de suínos modulares móveis, pré-fabricados, para uso em um único local (estacionários) ou itinerantes (transportáveis por carretas rodoviárias).

Embrapa Uva e Vinho

Neste ano a Unidade de Bento Gonçalves apresenta suas tecnologias no estande Juntos Para Competir (Farsul, Senar/RS e Sebrae/ RS), com foco na temática das Indicações Geográficas de Vinhos. No espaço, além de conhecerem esse importante processo de qualificação do vinho, os visitantes podem participar de uma degustação guiada e conhecer os espumantes Brut da Indicação Geográfica de Pinto Bandeira, o Merlot com a Denominação de Origem do Vale dos Vinhedos, o Tannat da Campanha Gaúcha e o Vinho BRS Lorena, produzido com uva desenvolvida pelo Programa de Melhoramento Genético Uvas do Brasil, coordenado pela Embrapa Uva e Vinho.

Eventos

Prêmio A Granja

O presidente Celso Moretti recebeu, na terça-feira (27), o prêmio de destaque do ano concedido pela revista A Granja à Embrapa. Saiba mais aqui.

Workshop para jornalistas

A Embrapa Trigo e a Emater/RS-Ascar realizaram, na quarta-feira (28/08), no auditório da Emater na Expointer, um Workshop direcionado exclusivamente a jornalistas, denominado: Soja no contexto da Sustentabilidade. O objetivo do Workshop foi promover o debate sobre a relevância da soja para o agronegócio brasileiro, a necessidade da adoção de tecnologias sustentáveis de produção e o papel da soja nos sistemas integrados e, desta forma, contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística de qualidade nas regiões produtoras de soja.

8º Concurso de Produtos da Agroindústria Familiar

A Embrapa Uva e Vinho, em parceria com a Divisão de Agroindústria Familiar, Comercialização e Abastecimento (DACA) da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural EAPDR, promoveu o 8º Concurso de Produtos da Agroindústria Familiar.

Brangus

No dia 26 de agosto, a Embrapa Pecuária Sul concedeu a seis criadores a homenagem Pioneiros da Raça Brangus. A Unidade também participou do Workshop Brangus – A Raça Técnica.

PAC Embrapa/ABHB e Embrapa/Charolês

No dia 28 de agosto aconteceu a amostra e avaliação de touros da Prova de Avaliação a Campo da Embrapa/ABHB. Já no dia 29 de agosto, foi a vez da apresentação de resultados da PAC e da prova de Consumo Alimentar Residual Embrapa/Charolês.

Arroz e cadeia láctea

A Embrapa Clima Temperado participou, no dia 26 de agosto, na Casa do Irga, do Lançamento da Abertura da Colheita do Arroz e, no dia 27 de agosto, da apresentação do Planejarroz, em parceria com a UFSM.  No dia 28, na Casa da Apil/RS, a Unidade marcou presença no Painel da Cadeia Láctea – Oportunidades e Entraves do Mercado Internacional.



Fonte: Embrapa



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

5 coisas horríveis que você não sabia que aranhas podem fazer com você

Leia Mais