Notícias

Emissões anuais de gases do efeito estufa caem 25% em 15 anos, diz ONU

Compartilhe:     |  21 de março de 2015

As emissões anuais de carbono das florestas do mundo diminuíram em mais de 25% nos últimos 15 anos, informou uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta sexta-feira.

A redução das emissões anuais, causadoras do aquecimento global, deve-se em grande parte às taxas decrescentes de desmatamento global, segundo relatou a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO, na sigla em inglês).

As florestas detêm cerca de três quartos da quantidade de carbono absorvida pela atmosfera, e preservá-las é crucial para combater a mudança climática.

“O desmatamento e a degradação florestal aumentam a concentração dos gases de efeito estufa na atmosfera, mas o crescimento de florestas e árvores absorve o dióxido de carbono, que são as principais emissões de gases de efeito estufa”, declarou o diretor-geral da FAO, o brasileiro José Graziano da Silva, em comunicado.

As emissões geradas pelo desmatamento caíram de 3,9 para 2,9 gigatoneladas de dióxido de carbono entre 2001 e 2015, disse a FAO.

Brasil, Chile, China, Cabo Verde, Costa Rica, Filipinas, Turquia, Coreia, Uruguai e Vietnã testemunharam grandes reduções no desmatamento, afirmou Graziano. África, Ásia, América Latina e Caribe continuaram a emitir mais carbono do que absorvem, informou o estudo da FAO.

Sozinho, o Brasil representou mais de 50% da redução total de emissões anuais de carbono estimada entre 2001 e 2015, segundo a entidade.

“No Brasil, a questão é o governo mudar suas políticas e leis para restringir a quantidade de terras florestais sendo liberadas para a agricultura”, afirmou Kenneth MacDicken, especialista em florestas do alto escalão da FAO à Thomson Reuters Foundation.

“É um grande feito.”



Fonte: Globo Natureza



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais