Notícias

Empaer encerra contrato sobre agroecologia e beneficia 800 famílias no Sertão

Compartilhe:     |  3 de agosto de 2019

A Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer) vinculada à Secretaria de Estado da Agropecuária e da Pesca (Sedap), está investindo em ações que têm relação direta com o meio ambiente, visando o fortalecimento da agricultura familiar e do desenvolvimento rural sustentável, a exemplo de cultivos agroecológicos e orgânicos em vários municípios, dentro de uma temática que prioriza a transição agroecológica e a convivência com o Semiárido.

Na região do Médio Sertão, entre as ações, a Empaer presta assistência técnica continuada a projetos de criações agroecológicas com bovinos, caprinos, meliponicultura, avicultura alternativa, além de atuar no planejamento e implementação de área de pasto para silagem, fenação e banco de proteína.

Na quarta-feira (31), a gerência regional de Patos, no Sertão, encerrou a execução do Contrato 108/2014 – Agroecologia no Médio Sertão.  Ao todo, foram beneficiadas 800 famílias agricultoras com a realização de 28 atividades das quais, quatro do Programa Brasil Sem Miséria. Todas as temáticas abordadas quanto a cultivos e criações de agroecológicos seguiram orientações da  Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNater).

As atividades programadas no Contrato totalizaram 16 reuniões de mobilização e seleção das famílias, 720 cursos ou oficinas e mais de oito mil visitas técnicas individuais. Também foram realizadas elaborações de 334 projetos produtivos do Programa Brasil Sem Miséria contemplando cada família com um valor de R$ 2.400,00, totalizando R$ 801.600,00, investidos em estruturação das unidades familiares.

As temáticas orientadas pela política nacional de ATER abordaram o cultivo e criações de agroecológicos, produção de mudas e defensivos naturais, roçados agroecológicos, palma forrageira resistente à cochonilha do carmim, pequenas irrigações, quintais produtivos, produção e armazenamento de forragem, avicultura alternativa, caprinovinocultura, boas praticas de fabricação, beneficiamento e comercialização da produção, associativismo, entre outras ações.

Para a execução das atividades, foram mobilizados 47 extensionistas da Empaer em diversas formações técnicas sob a coordenação dos técnicos Jailson Lopes da Penha, Expedido Kennedy Alves Camboim e Joselicio Alves da Silva (Branco). A conclusão das ações foi realizada por intermédio de uma avaliação final com os agricultores beneficiários e culminou com a entrega de certificados e confraternização.

Contrato –  o Contrato 108/2014 – Agroecologia no Médio Sertão Paraibano foi firmado entre a extinta Emater e Secretaria da Agricultura Familiar (Emater/Saf) MDA), no valor de R$ 3,606.765,92. Distribuídos em 40 polos, os municípios contemplados foram Areia de Baraúnas, Cacimba de Areia, Junco do Seridó, Mãe D’água, Malta, Passagem, Patos, Quixaba, Salgadinho, Santa Luzia, Santa Teresinha, São José de Espinharas, São José do Bonfim, São José do Sabugi, São Mamede e Várzea.

De acordo com o gerente regional da Empaer de Patos, Francisco Acácio da Silva, “o contrato foi sucesso absoluto na região e está permitindo a prática agroecológica, como estratégia de desenho de propriedades rurais com produção sustentável, numa perspectiva de convivência com o Semiárido”, disse.



Fonte: Secom-PB



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Saiba como proceder em caso de envenenamento de cães e gatos

Leia Mais