Notícias

Empresa de laticínios reduz em 25% consumo de energia elétrica

Compartilhe:     |  7 de agosto de 2018

Ao participar de treinamento Gestão Eficiente de Energia promovido pelo Programa Educacional de Eficiência Energética (PEEE), promovido pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), a Cemil, indústria de laticínios de Minas Gerais, fez um estudo sobre qual era o maior gargalo entre consumo de energia e insumos gerados em seu parque fabril, localizado em Patos de Minas.
De 2016 para o momento, com diversas ações, a Cemil aumentou em 15% a capacidade de produção frigorífica, reduziu em 25% o consumo de energia no sistema de frios – que representa 7% da demanda total da fábrica.

Além disso, a indústria diminuiu os riscos de vazamento devido à redução de 87% do reservatório de amônia, bem como ganhou em confiabilidade, controle do sistema e qualidade no processamento dos produtos.

A empresa então desenvolveu e inscreveu no PEEE projeto para reduzir o consumo anual de energia no sistema de frios e aumentar a eficiência, com ganho no processo produtivo e na qualidade do produto processado, garantindo assim melhor desempenho da planta industrial. Com este projeto, a Cemil conquistou o primeiro lugar da chamada pública para projetos de eficiência energética realizada em 2016.

Segundo Willer Geraldo Alves, assessor de automação industrial da Cemil, para eliminar os circuitos preferenciais foi realizado um projeto de balanço energético das massas, com a determinação das perdas de carga resultantes de cada ramal de distribuição, verificação dos caminhos existentes dos circuitos de refrigeração, levantamento de dados de campo dos equipamentos de produção de água gelada e consumidores. Deste modo, foi possível determinar as perdas de cargas e curvas de operação das bombas, realizar um balanceamento de massa dos consumidores conforme as necessidades e levantar as quantidades e condições operacionais de simultaneidade das cargas térmicas.



Fonte: Envolverde



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais