Notícias

Empresa defende que leites vegetais colocarão fim à exploração de vacas

Compartilhe:     |  23 de dezembro de 2020

A startup desenvolve produtos livres de crueldade, mas com sabor e textura exatamente iguais aos laticínios convencionais

A startup Remilk, que investe no desenvolvimento de leites e laticínios de origem vegetal, acredita que a exploração de vacas se tornará “coisa do passado”. A empresa atua no segmento da fermentação microbiológica.

De acordo com a companhia, seus produtos são totalmente livres de crueldade, mas têm sabor e textura exatamente iguais aos laticínios convencionais.

“Reproduzimos proteínas do leite para fabricar laticínios que são seguros, deliciosos e idênticos ao leite de vaca, mas sem prejudicar uma única vaca”, disse a Remilk. Seus produtos também são livres de colesterol, hormônios e antibióticos.

A sustentabilidade é outro fator defendido pela empresa, que garante que os leites e laticínios produzidos utilizam apenas 5% dos recursos usados na fabricação dos produtos de origem animal e geram apenas 1% dos resíduos da produção leiteira.

Recentemente, mais de R$ 58 milhões foram arrecadados pela startup para serem aplicados no desenvolvimento dos produtos vegetais.

“Exploramos nossas vacas e nosso planeta até seus limites, e produzir leite da maneira tradicional não é mais sustentável. Aqui na Remilk trazemos uma mensagem de esperança e alegria para nosso planeta, nosso corpo e para as vacas”, concluiu a empresa.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Receitas de Biscoitos Saudáveis para Cachorros

Leia Mais