Espécies em Extinção

Encontrado no Equador ninho da tartaruga-de-couro, em risco de extinção

Compartilhe:     |  5 de dezembro de 2020

Em 2015 e 2017 foram encontrados na costa equatoriana ninhos de tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea), uma espécie que habita águas temperadas tropicais, subtropicais e subárticas dos oceanos Atlántico, Pacífico e Índico

O Ministério do Ambiente do Equador reportou a descoberta de um ninho de tartaruga-de-couro, a mais espécie do mundo de quelônio marinho, em risco de extinção.

Após confirmar que os ovos encontrados na província de Manabí (oeste) pertencem à espécie Dermochelys coriacea, guardas florestais “procederam a implementar o protocolo de proteção do ninho, que consiste em colocar um perímetro de segurança ao redor e posicionar um monitor de temperatura, que permita assegurar a vigilância do mesmo”, destacou a pasta em um comunicado.

Sem informar a quantidade de ovos encontrados, o ministério estimou que vão eclodir em cerca de 60 dias.

“Esta pasta de Estado fará todos os esforços para garantir que o ninho complete exitosamente o processo de incubação”, acrescentou o comunicado.

Esta é a terceira vez que são encontrados no Equador ninhos da tartaruga-de-couro, que podem chegar a medir três metros de comprimento e pesar até uma tonelada. Esta espécie está catalogada como vulnerável e no Pacífico oriental está em risco crítico de desaparecer.

A espécie Dermochelys coriacea habita águas temperadas tropicais, subtropicais e subárticas dos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico.

“Se conseguirmos a eclosão destes espécimes, este acontecimento seria catalogado como um evento histórico, pois esta espécie é muito especial, devido à sua situação de vulnerabilidade”, destacou Paco Castro, diretor regional do ministério do Ambiente, segundo declarações divulgadas pela pasta.

Em 2015 e 2017 também foram encontrados ninhos de tartaruga-de-couro na costa equatoriana, mas os ovos não eclodiram.

Para cuidar do novo sítio de nidificação, os guardas florestais trabalham em coordenação com a Fundação Contamos Contigo Ecuador e a Convenção Interamericana para a Proteção e a Conservação das Tartarugas Marinhas (CIT).



Fonte: Yahoo - AFP



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Características da inteligência canina: curiosidades que você precisa saber (estudo)

Leia Mais