Notícias

Encontro discute Saúde da Criança e Aleitamento Materno no auditório da Agevisa

Compartilhe:     |  25 de março de 2019

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), através da Área Técnica de Alimentação e Nutrição, promove, nos dias 27, 28 e 29 deste mês o Encontro da Saúde da Criança e Aleitamento Materno. O evento é fruto da parceria com a Coordenação de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde.

A programação geral, na quarta-feira (27), começa às 10h, no auditório da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) e segue até 17h30. Trata-se de um encontro com avaliadores da Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC) e gestores dos hospitais credenciados na Iniciativa no estado. A IHAC é um selo de qualidade conferido pelo Ministério da Saúde aos hospitais certificados que recebem uma placa que é fixada na entrada da maternidade.

“A Paraíba atualmente conta com 15 hospitais credenciados na Iniciativa Hospital Amigo da Criança, sendo cinco em João Pessoa, três em Campina Grande, um em Santa Rita, Mamanguape, Guarabira, Solânea, Bananeiras, Belém e Patos. A IHAC tem o objetivo de promover, proteger e apoiar o aleitamento materno. O aleitamento materno é a estratégia isolada de maior impacto na mortalidade na infância e, segundo evidências científicas, atribui-se ao aleitamento materno a capacidade de reduzir em 13% as mortes de crianças menores de cinco anos por causas preveníveis em todo o mundo”, informou Ana Maria Alves Neves, nutricionista da Área Técnica de Alimentação e Nutrição da SES.

Na quinta-feira (28), programação vai de 8h30 a 12h30, no auditório da Agevisa, com tutores da Estratégia Amamenta Alimenta Brasil (EAAB). Lançada em 2012, a Estratégia tem como objetivo qualificar o processo de trabalho dos profissionais da atenção básica, pilares da estratégia, com o intuito de reforçar e incentivar a promoção do aleitamento materno e da alimentação saudável para crianças menores de dois anos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Aqui no Estado já foram realizadas quatro oficinas da EAAB: João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo e Baía da Traição, formando mais de 100 tutores na Estratégia Amamenta Alimenta Brasil. As ações visam colaborar com a atenção integral da saúde das crianças e têm como princípio a educação permanente em saúde e como base a metodologia crítico-reflexiva que é desenvolvida por meio de atividades teóricas e práticas, leituras e discussões de texto, troca de experiência, dinâmicas de grupo, conhecimento da realidade local, sínteses e planos de ação”, explicou Ana Maria.

O encontro na sexta-feira também acontece no auditório da Agevisa, de 13h30 a 17h30, com tutores da Estratégia Mulher Trabalhadora que Amamenta (MTA). A estratégia de Apoio à Mulher Trabalhadora que Amamenta consiste em criar nas empresas públicas e privadas uma cultura de respeito e apoio à amamentação como forma de promover a saúde da mulher trabalhadora e de seu bebê, trazendo benefícios diretos para a empresa e para o país. Na Paraíba, existem 14 Salas de Apoio à Mulher Trabalhadora que Amamenta.

Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde, em 2008, revelou que 34% das mães brasileiras que trabalhavam fora de casa naquele ano e que tinham bebê menor de um ano não amamentavam mais a criança, enquanto que entre as mães que não trabalhavam fora de casa esse índice era de 19%. Os dados mostram que as condições de trabalho da mulher e o nível de sensibilidade da empresa implicam diretamente no tempo que o bebê é amamentado e, consequentemente, na saúde da criança.

“A sala é um local simples, dentro da empresa, destinado às mulheres trabalhadoras que retornam da licença-maternidade e desejam continuar amamentando seus filhos. Nessa sala, a mulher pode retirar e armazenar o seu leite em condições adequadas durante a jornada de trabalho”, disse Ana Maria.



Fonte: Secom-PB



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Primeiros socorros: o que fazer quando o seu pet precisa de ajuda

Leia Mais