Notícias

Entenda o que é ionoma e sua importância para as plantas e saúde humana

Compartilhe:     |  22 de maio de 2021

Ionoma é o conjunto de elementos que se acumulam nos organismos vivos. Seu estudo permite entender quais nutrientes uma planta precisa

Ionoma é definido como o conjunto de metais, metaloides e não-metais presentes em um organismo. O estudo do ionoma permite entender e investigar o estado fisiológico das plantas e, dessa forma, compreender sua relação com o solo, suas necessidades nutricionais e maneiras de melhorar seu cultivo para favorecer a saúde humana.

Para que serve o estudo do ionoma

O estudo do ionoma, área chamada de ionômica, mede e analisa o acúmulo de elementos nos organismos vivos visando determinar quais nutrientes e minerais são necessários  ou não para o crescimento do ser vivo.

Sabe-se, por exemplo, que geralmente uma planta requer cerca de 17 elementos para crescer, como carbono, hidrogênio e oxigênio. Mas as condições ideais variam dependendo da espécie. Sendo assim, a partir do estudo do ionoma, é possível compreender as especificidades e os processos de uma planta.

Entender a relação da planta com o solo

O estudo do ionoma permite compreender qual deve ser a situação ideal do solo para o desenvolvimento das plantas. Essas circunstâncias que permitem o crescimento se diferem de planta para planta.

Uma planta nativa das áreas tropicais na região do Sudeste Asiático, a Melastoma (Melastoma malabathricum), por exemplo, prospera em solo ácido, algo bem incomum, pois esse tipo de solo costuma agir dificultando o crescimento da planta ao atacar as raízes.

ionoma reflete o estado fisiológico de uma planta por meio da análise dos íons. Assim, a partir da ionômica, é possível entender e analisar as mudanças no ionoma devido às alterações ambientais, bem como compreender as interações entre os estímulos ambientais e a absorção e alocação de minerais por parte da planta.

Compreender a fisiologia das plantas

Por meio da aplicação dos estudos do ionoma, também é possível compreender a fisiologia da planta. As diferenças nos componentes inorgânicos das espécies podem levar a diferentes estados fisiológicos. A partir disso, diferentes pesquisas podem ser conduzidas.

Watanabe, professor da Faculdade de Agricultura da Universidade de Hokkaido, conduziu uma pesquisa para entender um distúrbio denominado Blossom-End Rot (BER) que ataca tomates. Esse distúrbio é marcado pelo apodrecimento da parte inferior de uma fruta e tem causado uma diminuição na produção de tomate em alguns locais.

Acreditava-se, anteriormente, que sua ocorrência estava relacionada à deficiência de cálcio. Isso é verdade, no entanto, os estudos de Watanabe permitiram entender que há outros fatores que também contribuem para o distúrbio, tais como o transporte de potássio.

Descobrir substâncias tóxicas à saúde humana

Usando ionômica também é possível descobrir as substâncias presentes nas plantas e certificar-se de que substâncias tóxicas não estão sendo ingeridas pelas pessoas. Watanabe, em suas pesquisas, detectou elementos tóxicos para humanos em algumas partes comumente consumidas de vegetais comuns. Com essa descoberta, é possível melhorar o cultivo das plantas e ajudar a reduzir a absorção de elementos tóxicos, protegendo a saúde humana.

Importante para a ecologia

Ao compreender a forma como as plantas acumulam nutrientes e quais elas precisam, é possível estudar como espécies diferentes se comportam vivendo no mesmo solo. Nesse sentido, o estudo do ionoma ajuda a compreender a diversidade de certos ecossistemas, sendo uma ferramenta importante para os estudos de ecologia.



Fonte: Equipe Ecycle - Joana Coelho



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Como não repreender seu cachorro – Dicas de cuidados e educação

Leia Mais