Notícias

Entidades se unem por área de passagem para aves migratórias em Icapuí

Compartilhe:     |  13 de fevereiro de 2021

Nas últimas semanas, o município de Icapuí, localizado no extremo leste do litoral cearense, entrou no radar após o lançamento mundial do clipe da cantora estadunidense Selena Gomez, com a música “Baila Conmigo”, ambientado nas praias do município.

Com isso, acende-se o alerta para a grande demanda turística que já começa a ganhar força, com ampliação de atividades do setor, mesmo em tempos de pandemia. E o que pode ser benefício para alguns, tendo em vista o retorno da crescente economia, pode tornar-se mais um agravante ambiental de impacto significativo em regiões sensíveis do município, principalmente no que diz respeito ao descarte irregular de resíduos sólidos em unidades de conservação.

Com o intuito de entender melhor essa questão e trazer soluções para essa problemática frequente dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) do Manguezal da Barra Grande, membros da Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas Aquáticos (Aquisis)Universidade Federal do Ceará (UFC)Fundação Brasil Cidadão (FBC)Instituto Municipal de Fiscalização e Licenciamento Ambiental (IMFLA)Secretaria de TurismoSecretaria de Obras e Infraestrutura e Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho, Agricultura, Meio Ambiente e Pesca (Sedema), da Prefeitura Municipal de Icapuí reuniram-se na última quarta-feira (9), para discutir um plano estratégico.

O plano inclui diagnóstico, iniciando com o recolhimento, triagem e pesagem desses resíduos, além de entender os fatores que levam ao descarte irregular e endereçar soluções a cada problema identificado. Na etapa posterior, será iniciada uma campanha participativa de engajamento comunitário no intuito de mitigar essa prática, com ações de fiscalização e instalação de equipamentos informativos visando alcaçar não somente moradores, mas também veranistas.

Haverá, ainda, ações de Educação Ambiental e distribuição de lixeiras dentro da APA, por meio do Projeto Aves Migratórias do Nordeste, que com patrocínio do Programa Petrobras Socioambiental e apoio de instituições como o Sistema Fecomércio / Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Environment and Climate Change Canada, desenvolve ações de conservação para espécies ameaçadas de extinção, principalmente no Banco dos Cajuais, também localizado dentro da APA e que, devido à sua relevância ecológica essencial para as aves migratórias, foi nomeado como um sítio pertencente à Rede Hemisférica de Reservas para as Aves Limícolas (RHRAL), colocando Icapuí ainda mais em destaque.

Vale ressaltar que, além dos resíduos sólidos irregulares que são despejados na região, muitos são levados pelo mar e acabam ficando presos ao manguezal. As consequências do desequilíbrio nesse ecossistema, que é berçário da vida marinha, podem comprometer significativamente a fonte de renda de diversas comunidades pesqueiras tradicionais do Estado e a saúde do grupo de aves mais ameaçadas do Planeta.



Fonte: Eco Nordeste - por MARISTELA CRISPIM - Projeto Aves Migratórias do Nordeste



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Alimentação natural para cães: dicas e cuidados

Leia Mais