Notícias

Especialista orienta como começar um sistema de produção hidropônica

Compartilhe:     |  27 de outubro de 2019

Uma das dúvidas mais envidas para o Globo Rural é sobre como iniciar uma produção hidropônica, aquela que não utiliza terra, apenas água no cultivo.

Para esclarecer essa dúvida, a equipe procurou um dos principais especialistas sobre o assunto, o professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Fernando Sala.

Para quem pretende iniciar uma produção assim, a primeira dica é que o sistema não pode ser montado a céu aberto. O ideal é que a estufa seja feita com um plástico difusor, muito comum na atividade e que permite espalhar melhor a luz do sol para todas as hortaliças.

Além da cobertura, é preciso ainda montar os suportes de produção, com os tubos por onde passa a água e que já vêm com os furos para o plantio das hortaliças.

A bancada tem que ter um declive para permitir que a água caminhe pelos tubos (entenda mais no vídeo acima).

De manhã e à tarde, uma água com a solução nutritiva passa pelos canos de forma alternada. Ela corre durante 15 minutos e seu fluxo é interrompido por outros 15 minutos, e isso se repete durante o dia todo. Esse intervalo é importante para a raiz respirar.

Já à noite, o sistema pode ser ligado apenas 15 minutos a cada três horas, para ajudar a manter a hidratação das hortaliças.

Para isso são necessários dois aparelhos portáteis: um é o peagâmetro, que vai medir o Ph da água, o nível de acidez. O outro é o condutivímetro, que calcula a condutividade elétrica da solução.

Uma bomba e um painel automatizado regulam o tempo e a quantidade da solução nutritiva que vai ser levada até as bancadas de produção.

E para ajudar ainda mais os produtores, existem algumas publicações que podem ser encontradas na internet:



Fonte: Globo Rural



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais