Notícias

Especialistas alertam: amamentação previne obesidade ainda na infância

Compartilhe:     |  12 de outubro de 2019

No Dia Mundial da Obesidade e Dia Nacional de Prevenção da Obesidade, comemorado ontem , dia 11/10, especialistas lembram: é possível combater a obesidade infantil e adulta desde cedo com um gesto bastante simples – a amamentação exclusiva até os seis meses. Um estudo realizado pela Organização Mundial da Saúde revelou que crianças alimentadas exclusivamente com leite materno no primeiro semestre de vida tinham risco 25% menor de obesidade. Além disso, o estudo cita uma pesquisa que revela que cada mês adicional de amamentação estava associado a uma redução de 4% na prevalência de sobrepeso.

Esse é um dos temas que será trabalhado no XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno (XV ENAM), que acontece em novembro no Rio de Janeiro. Segundo nutricionista e sanitarista Inês Rugani Ribeiro de Castro, o estudo é consistente e de grande importância, pois reúnedados de mais de 40 países com perfis bem diferentes. “Todos mostram que a amamentação é um fator protetor para a obesidade infantil, que é hoje um problema de saúde pública”, afirma a especialista.

“Isso é muito importante porque, historicamente, quando falamos de amamentação, muitas vezes focamos em mortalidade, doenças infecciosas e sistema imunológico. Isso tudo é verdade, só que os benefícios são muito mais amplos do que isso”, garante.

A pesquisa também mostrou que 16,8% das crianças que nunca tinham sido amamentadas eram obesas, em comparação com 13,2% das crianças que mamaram por algum tempo e 9,3% daquelas que foram amamentadas por, no mínimo, seis meses.

“Hoje, a obesidade infantil é uma questão de prioridade, há pactos internacionais feitos entre os governos para controlar o problema. E o estudo mostra que uma pratica que é fundamental para proteger e promover o crescimento adequado da criança também protege em relação ao excesso de peso”, afirma Inês, que também é uma das coordenadoras do evento “Mil Mães Amamentando”, um ato público em defesa da amamentação que acontecerá no dia 11 de novembro nos jardins do Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio, no Flamengo, para chamar atenção para a importância do aleitamento materno.

“Será um ato coletivo de amamentação que possibilita a troca de saberes e experiências, reforça a motivação das mulheres para continuar amamentando e mobiliza a sociedade para a relevância dessa prática. Aumenta a conscientização e reforça o apoio que precisa vir de todos, sociedade, família e estado”, afirma a advogada Fernanda Hack, uma das organizadoras do Mil Mães.

Para participar do XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno (ENAM) , acesse o site https://enam.org.br e faça a sua inscrição.



Fonte: O Dia



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Considere aspectos individuais antes de sacramentar vínculo com animal de estimação

Leia Mais