Notícias

Espécies ameaçadas de extinção são vitais para a sobrevivência do ecossistema

Compartilhe:     |  10 de janeiro de 2019

A Índia apresentou seu sexto relatório nacional à Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica. O relatório foi misto: enquanto o país está a caminho de cumprir a maioria de suas metas nacionais de biodiversidade, a má notícia é que a lista de espécies de animais do país nas categorias criticamente ameaçada, ameaçada e vulnerável na Lista Vermelha tem aumentado ao longo dos anos.

É claro que há um estresse severo na biodiversidade e nos habitats silvestres. O relatório afirma que a Índia está trabalhando na prevenção da extinção de espécies, desenvolvendo uma abordagem baseada em paisagem e paisagem marítima. Isso visa abordagens sistêmicas e holísticas para integrar as preocupações com a biodiversidade aos valores sociais e econômicos e às aspirações de desenvolvimento.

estresse sobre a vida selvagem da Índia está aumentando a cada dia. Quase a cada dois dias, há relatos de casos de conflitos homem-animal, devido à crescente população humana e à urbanização. Com a mesma frequência, há relatos de mortes de animais ou de acidentes, porque os desenvolvedores de projetos não levam em conta corredores de animais enquanto constroem infraestrutura.

O crime contra a vida selvagem também está se tornando uma ameaça-chave devido ao aumento da demanda por produtos derivados de animais selvagens, que vão desde ossos de tigres e leopardos até escamas de pangolim e bile de ursos. A Índia registrou 460 mortes de leopardos em 2018, a maior taxa de mortalidade dentre as espécies de grandes gatos no país nos últimos quatro anos, informou a Sociedade de Proteção à Vida Selvagem da Índia em dezembro.

Como a perda de espécies altera os ecossistemas? A perda de espécies icônicas é uma tragédia com impacto amplo e profundo. A biodiversidade animal, vegetal e marinha mantém os ecossistemas funcionais. Ecossistemas saudáveis nos permitem sobreviver, obter comida suficiente para comer e ganhar a vida.

Quando as espécies desaparecem ou caem em número, ecossistemas e pessoas – especialmente as mais pobres do mundo – sofrem. Um estudo recente publicado na revista Nature revela a extinção de espécies vegetais ou animais de mudanças ambientais extremas, que estamos testemunhando agora, aumenta o risco de um “efeito dominó de extinção” que poderia aniquilar toda a vida na Terra.

Infelizmente, como foi relatado por um documento no início deste ano, a Índia pode não atingir a meta internacional de identificar a vida selvagem e as áreas marinhas protegidas até 2020, tornando o desafio de conservar espécies muito mais difícil.



Fonte: ANDA - Yasmin Ribeiro



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais