Notícias

Estado americano de Washington legaliza compostagem de restos humanos

Compartilhe:     |  22 de maio de 2019

O estado de Washington, no noroeste dos Estados Unidos, aprovou nesta terça-feira (21) uma lei que permite a compostagem de restos humanos como uma alternativa ao enterro ou à cremação. A legislação, inédita no país, deve entrar em vigor em maio do ano que vem, de acordo com a Associated Press.

compostagem é o processo natural de transformação de um resíduo orgânico em adubo.

A norma permite que instalações autorizadas ofereçam “redução orgânica natural”, que transforma um corpo – misturado com substâncias como lascas de madeira e palha – em uma quantidade de terra equivalente a cerca de dois carrinhos de mão. O procedimento é feito em um período de várias semanas.

A diretora da empresa Recompose, Katrina Spade, que pretende usar a compostagem humana como uma alternativa à cremação ou ao enterro. Spade estava ao lado do governador no momento em que a lei foi sancionada. — Foto: Elaine Thompson/AP

A diretora da empresa Recompose, Katrina Spade, que pretende usar a compostagem humana como uma alternativa à cremação ou ao enterro. Spade estava ao lado do governador no momento em que a lei foi sancionada. — Foto: Elaine Thompson/AP

A família pode, então, guardar a terra e espalhá-la, da mesma forma que são espalhadas as cinzas de alguém que foi cremado.

Os defensores do texto dizem que a compostagem é mais ecologicamente correta do que embalsamamento ou cremação, e faz sentido em cidades onde a terra para enterros é escassa.

A lei foi sancionada pelo governador de Washington, Jay Inslee, um dos pré-candidatos democratas às eleições americanas de 2020.



Fonte: G1



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Projeto de lei ‘Animal não é coisa’ é aprovado pelo Senado

Leia Mais