Notícias

Estado da Austrália proíbe venda de animais em pet shops

Compartilhe:     |  24 de abril de 2015

Embora boa parte das pessoas adore um animalzinho de estimação, muitos dos cães e gatos que são comprados em pet shops são provenientes de criadouros, que mantêm os filhotes em condições nem sempre boas e que utilizam casais de animais como meras ‘máquinas reprodutoras’.

Na Austrália, estima-se que cerca de 95% dos animais vendidos em pet shops sejam oriundos desses lugares. Nos últimos anos, instituições como a Animals Australia, que luta pelo bem-estar dos animais no país, têm feito campanhas que mostram a realidade desses criadouros.

A pressão que se criou em torno do assunto e da realidade escancarada sobre como esses animais são cuidados levou o estado australiano de Victoria a banir a comercialização de animais de estimação em pet shops – exceto nos casos de animais resgatados, vindos de abrigos.

“A vida de uma cadela ou gata em um criadouro é inimaginável. Os animais são mantidos permanentemente em canis, privados de qualquer tipo de interação social, exercícios ou cuidados sobre sua saúde. Com o objetivo de aumentar os lucros para os operadores, cadelas e gatas são engravidadas sempre que possível”, contou ao Canberra Times Shane Rattenbury, um dos responsáveis pela implementação da nova legislação.

Outras medidas
Além da proibição da venda em pet shops de animais nascidos em criadouros, a nova lei traz outras medidas que buscam o bem-estar dos animais: as fêmeas poderão ter, no máximo, cinco ninhadas durante a vida e os criadouros poderão ter até dez fêmeas em suas instalações.

A cultura da adoção de cães e gatos ainda é incipiente na Austrália, onde um filhote pode custar de US$ 1,2 mil a US$ 6 mil e raças como o bulldog francês chegam a ter lista de espera para compra. Campanhas e medidas legislativas como estas talvez possam mudar esse cenário aos poucos, mostrando que animais resgatados e cães e gatos também são companheiros incríveis.

Os veterinários responsáveis por esses animais que descumprirem a regra responderão a processo ético do Conselho Nacional de Medicina Veterinária.

Conheça melhor a campanha da Animals Australia no vídeo abaixo:



Fonte: Equipe eCycle - EcoD



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Holanda se torna o primeiro país sem cães abandonados – e não precisou sacrificar nenhum

Leia Mais