Notícias

Estado e sociedade têm que debater uso de transgênico e agrotóxico

Compartilhe:     |  24 de junho de 2015

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, afirmou nesta terça-feira, 23 de junho, que o Estado, as organizações não governamentais, universidades e a sociedade civil precisam debater o limite dos usos de agrotóxicos e sementes transgênicas no Brasil.

Segundo ele, o Plano Safra da Agricultura Família, lançado na segunda-feira (22), prevê o apoio à conservação e valorização de sementes e mudas nativas, chamadas de crioulas.

“Estamos lançando junto esse programa, para valorizar sementes e mudas que não sejam transgênicas e que sejam vinculadas à tradição das agricultoras e agricultores familiares, considerando, inclusive, as diversidades regionais do país. Vamos ampliar as parcerias já feitas com a Embrapa [Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária], com universidades, sempre nessa linha de termos uma agricultura saudável, com o mínimo ou totalmente liberta de agrotóxicos”, ressaltou.

O ministro acrescentou que o tema é importante e inclusive foi levantado diretamente pelo papa Francisco em sua encíclica sobre as questões ambientais e sociais.

(Por Andreia Verdélio, da Agência Brasil)



Fonte: EcoD



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais