Notícias

Estudantes criam parede ecoeficiente que pode substituir ar-condicionado

Compartilhe:     |  16 de fevereiro de 2015

Um grupo de estudantes espanhóis desenvolveu um produto inovador que promete reduzir de forma drástica o calor dentro de edifícios. Segundo os estudantes, esta tecnologia não implica nenhum gasto de energia constante aos usuários, o que reduziria drasticamente os impactos ambientais causados pelo alto consumo de energia.

A inovação consiste na utilização de cerâmicas de hidrogênio, um material criado pelos alunos que interage com a temperatura atmosférica. Desta forma o produto promete resfriar a temperatura do ambiente nos dias de calor e isolar o espaço da entrada do frio em dias de inverno.

Nomeada pelos estudantes de “hidrocerâmica”, o novo material é formado por bolhas de hidrogel, que interagem com a atmosfera interna e externa ao ambiente. O hidrogel é um insumo avançado que tem a capacidade de absorver água do ambiente em até 400 vezes sua massa.

Segundo os idealizadores do projeto, a inovação é para ser usado como um material de construção tradicional, que pode ser “carregado” com água em dias de calor, nos quais ele vai evaporá-la, liberando um ar refrescante internamente. Algo parecido com o suor do corpo humano, responsável por “refrigerar” nosso organismo. Nos dias de frio e chuva, as bolhas de hidrogel se carregariam de água sozinhas, absorvendo a umidade externa e isolando o meio interno, impedindo a passagem das baixas temperaturas.

Mas a invenção dos estudantes espanhóis ainda é um conceito e por enquanto quem não quiser passar calor tem de recorrer ao ar-condicionado, sendo que é bom escolher os modelos mais modernos, que são mais ecoeficientes. As pesquisas dos estudantes ainda precisam avançar para que as paredes se tornem um produto, e se possa avaliar a possibilidade de que se torne um material de construção “popular”, isto é, acessível a um baixo custo.

Somente depois desses estudos a viabilidade da venda em qualquer loja será avaliada. De qualquer forma, a iniciativa é uma medida que visa um avanço tecnológico ecológico e econômico, e muitos cientistas já são entusiastas da ideia.

Artigo de Aline Matos, da Plataforma Conversion



Fonte: Diário do Verde



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais