Notícias

Estudo aponta presença de metais pesados em comidas de bebê nos EUA

Compartilhe:     |  18 de outubro de 2019

Papinhas de bebê, biscoitos e sucos artificiais nos Estados Unidos podem estar contaminados por metais pesados. De acordo com uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (17), foram encontradas uma ou mais substâncias tóxicas como arsênico, chumbo, cádmio, grafite e mercúrio em 95% dos alimentos analisados.

O levantamento foi feito pela organização Healthy Babies Bright Futures (HBBF), que alertou para os riscos do acúmulo destes metais para o desenvolvimento da atividade cerebral dos pequenos. Nenhuma das marcas analisadas atuam no mercado brasileiro.

Em 2017, a agência norte-americana de vigilância sanitária (FDA) pediu aos fabricantes que fossem reduzidas ao “menor grau possível” a exposição dos alimentos a estes metais. Segundo a HBBF, em uma década, a presença de arsênico em produtos derivados de arroz reduzir em até 63%.

Foram analisados 168 alimentos de 61 marcas locais. A cada 20 amostras, em 19 foram registrados níveis perceptíveis de ao menos um metal pesado.

Arroz é vilão

Os alimentos foram separados em cinco grupos:

  1. Snacks/lanchinhos: biscoitos e barrinhas
  2. Alimentos para dentição: biscoitos mais rígidos e biscoito de arroz
  3. Cereais: cereais matinais
  4. Bebidas: leite, suco de maçã e iogurte
  5. Frutas/vegetais: papinhas e frutas amassadas

Os “snacks”, ou lanchinhos, foram os que apresentaram maior concentração de metais pesados. Seguidos de perto por produtos derivados de leite.

A HBBF alertou para o consumo dos produtos derivados de arroz, como cereais e biscoitos. De acordo com o estudo, eles apresentaram alta concentração de arsênico orgânico, variação mais tóxica desta substância.

Alimentos aparentemente saudáveis a base de cenoura e batata doce, por exemplo, entraram na lista de risco de exposição a metais pesados por ter sido encontrado traços de arsênico e grafite em sua mistura.



Fonte: G1



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais