Evite o Desperdício

Evite desperdício: veja como aproveitar o resto das frutas

Compartilhe:     |  14 de março de 2021

Apreenda a fazer repelente com casca de laranja, pão a partir da casca da banana e transformar restos da maçã em vinagre.

45,3% do lixo no Brasil são de resíduos orgânicos, segundo pesquisa da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais. — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

O Brasil gerou 79,6 milhões de toneladas de lixo em 2020, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe). Segundo o estudo, 45,3% deste total foram de lixo orgânico, o que equivale a uma geração de 170 kg por pessoa no país.

Entre estes resíduos, estão sementescascas de frutas e outros compostos que, quando chegam aos aterros, produzem gás metano, nocivo à atmosfera. Apesar do seu comum descarte, eles podem ser reaproveitados ainda na casa dos usuários.

Veja a seguir três receitas de como aproveitar “restos” de alimentos:

Laranja vira repelente

Casca da laranja pode ser usada para criar aromatizantes e repelentes naturais. — Foto: Pixabay

Casca da laranja pode ser usada para criar aromatizantes e repelentes naturais. — Foto: Pixabay

A laranja é uma fruta rica em vitamina C, que tem ação antioxidante e ajuda a fortalecer o sistema imunológico, contribuindo para a prevenção de gripes e resfriados comuns.

Mas, além das vantagens nutricionais, a laranja possui uma série de benefícios domésticos. Há quem recomende a sua casca até para lavar a louça.

Quando transformada em óleo, a casca da fruta tem uma função antimicrobiana, o que permite “a sua possível aplicação na conservação de alimentos e apresentando-se como uma alternativa natural aos conservantes sintéticos”, segundo uma pesquisa da Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FAURGS).

Outras possibilidades para este óleo são seus usos como um repelente natural de insetos e aromatizanteVeja a receita abaixo:

  1. Deixe as cascas da laranja secarem ao tempo em uma assadeira. Esta etapa pode demorar 48 horas.
  2. Após verificar se as cascas estão bem secas, coloque-as em um pote de vidro e adicione cachaça até deixá-las submersas. Depois, tampe o pote e chacoalhe bem. Em seguida, deixe a mistura descansar por três dias.
  3. Ao fim deste período, peneire o conteúdo, separando o líquido das cascas.
  4. Então, deposite o composto no pote de vidro e deixe-o destampado ao ar livre por outros três dias. Com isso o óleo irá se separar da cachaça.
  5. Por fim, quando a separação dos dois líquidos tiver acontecido, basta retirar o óleo essencial com um conta-gotas.

Para usar o conteúdo como repelente, basta misturar o óleo com álcool de cereais e, usando o borrifador, espalhar pelo ambiente doméstico.

Já para usar o seu perfume, é só pingar algumas gotinhas do óleo essencial em um aromatizador elétrico.

Estudantes goianos criam gel que mata o coronavírus a partir da casca da laranja.
Estudantes goianos criam gel que mata o coronavírus a partir da casca da laranja.

Maçã transformada em vinagre

 

Miolo da maçã pode ser usado para produzir vinagre. — Foto: Marco Aurélio/Prefeitura de Uberaba

Miolo da maçã pode ser usado para produzir vinagre. — Foto: Marco Aurélio/Prefeitura de Uberaba

A maçã é uma das frutas mais populares no Brasil. Ela movimenta R$ 7 bilhões ao ano na economia do país em operações que envolvem desde o campo até as vendas nos mercados, com a produção de cerca de 1,1 milhão de toneladas da fruta.

No caso dela, é comum que sua casca seja consumida, porém, para muitos, o seu miolo, local onde se encontram as sementes, não aparenta ter nenhuma função e é destinado ao lixo. Mas, na realidade, ele pode ser usado na produção do vinagre de maçã. Veja como abaixo:

  1. Primeiro, pegue um recipiente grande de vidro ou cerâmica e misture dentro cascas e miolos de seis maçãs grandes com 2 litros de água sem cloro e uma colher de sopa de açúcar.
  2. Em seguida, cubra o recipiente com um pano fino para evitar o contato de ar com o conteúdo. Evite usar tampas, pois quando o processo de fermentação começar, haverá uma pressão no recipiente e a tampa terá que ser retirada várias vezes ao dia.
  3. Mexa muito! Será preciso agitar a mistura durante alguns dias em diversos momentos. O objetivo disso é arejar o fermento, estimulando a atividade microbiana e evitando o surgimento de mofos.
  4. Depois de alguns dias, o composto deve começar a borbulhar. Quando isso acontecer, pode começar a mexê-lo apenas uma vez ao dia.
  5. Dentro de uma semana o líquido deve começar a ficar amargo e as bolhas devem sumir. Neste momento, a mistura deve ser coada.
  6. O líquido, agora já transformado em vinagre, pode ser colocado em uma garrafa com tampa. Mas, caso ele comece a borbulhar novamente, a tampa precisará ser retirada para evitar que a garrafa estoure.

Banana para fazer pão

Casca da banana pode ser aproveitada para fazer pão. — Foto: Reprodução/TV TEM

Casca da banana pode ser aproveitada para fazer pão. — Foto: Reprodução/TV TEM

A banana é a fruta mais produzida no mundo e, no Brasil, é a segunda mais importante em relação à área colhida, quantidade produzida e valor da produção, segundo pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Empraba).

Além disso, ela é uma grande fonte de potássio e também é rica de vitamina C, de acordo com informações no estudo. Até mesmo a sua casca possui nutrientes, sendo rica em fibras. Apesar disso, no consumo, esta parte da banana costuma ir direto ao lixo.

Aprenda uma forma de reaproveitá-la para fazer pão com a receita abaixo:

  1. Primeiramente, descasque 6 bananas e as corte em rodelas.
  2. Em seguida, bata as cascas, juntamente a uma xícara de água no liquidificador.
  3. Depois, adicione meia xícara de óleo, um ovo e 30 gramas de fermento.
  4. Após bater os ingredientes anteriores, acrescente meio quilo de farinha de trigo integral e uma colher de sopa de açúcar e misture bem, formando uma massa.
  5. Então, coloque meia pitada de sal e adicione as rodelas de banana.
  6. Por fim, coloque a massa em uma forma untada polvilhada e a deposite no forno pré-aquecido à 200°C.
  7. O pão pode ser retirado do forno após dobrar de volume, o que deve demorar cerca de 30 minutos.


Fonte: G1 - Por Vivian Souza



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

O pet precisa de suplementação alimentar equilibrada

Leia Mais