Projetos Ambientais

Expedição Terra mostra o monitoramento de aves nas Cagarras

Compartilhe:     |  11 de janeiro de 2015
Max Fercondini segura um filhote de atobá-marrom  (Foto: Globo)O apresentador Max Fercondini visita arquipélogo que conta com projeto que monitora ninhos de aves (Foto: Globo)

Quem caminha pelas praias de Ipanema e Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro consegue observar um arquipélago a alguns quilômetros da costa. São as Ilhas Cagarras. Considerado Monumento Natural da cidade e fechado a visitação, o arquipélago recebe milhares de aves que construíram ali seus ninhos que são monitorados pelo trabalho do Projeto Ilhas do Rio.

Depois de mais de uma hora de barco, os pesquisadores devem subir em um costão de pedras escorregadias para chegar à colônia de atobás-marrons, uma espécie ameaçada de extinção. Igor de Souza, biólogo e técnico do projeto, explica que eles costumam ir à ilha em grupos de três pessoas e a cada expedição, visitam uma média de 15 ninhos.

Os ninhos são numerados e os ovos marcados, para que os biólogos saibam se eles eclodiram entre uma visita e outra. Igor explica que a cada ninhada, são dois ovos colocados. Eles são medidos e pesados e as aves são anilhadas, com uma pequena identificação na pata. O trabalho é cuidadoso e rápido, para que o animal sofra o menos possível. Os dados são passados para uma planilha que é analisada na sede do projeto.

Fonte: Rede Globo – Como Será?



Fonte:



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Gatos: dicas de cientistas para cuidar bem do seu pet

Leia Mais