Notícias

Família de golfinhos surpreende banhistas na Praia do Leme; Espécie nariz-de-garrafa é rara na orla do Rio

Compartilhe:     |  28 de novembro de 2020

Três mamíferos adultos e um bebê nadaram bem próximos da areia, na manhã desta sexta-feira. Segundo especialista, os animais pareciam estar atrás de um cardume

Uma família de golfinhos surpreendeu os banhistas que estavam na manhã desta sexta-feira, dia 27, na Praia do Leme, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Por volta das 9h30, pelo menos três mamíferos adultos e um filhote nadavam pelo mar cristalino e chamaram a atenção de quem estava na orla carioca neste dia de sol e calor. O produtor de eventos Leonardo Santana registrou o momento em que o quarteto fazia a sua exibição na praia. Eles seguiram até a Pedra do Leme, onde fizeram a curva para Boca Brava.

Três mamíferos adultos e um bebê nadaram bem próximo das areias da orla carioca, na manhã desta sexta-feira. Crédito: Leonardo Santana
Três mamíferos adultos e um bebê nadaram bem próximo das areias da orla carioca, na manhã desta sexta-feira. Crédito: Leonardo Santana

Segundo o professor de Oceanografia da Uerj e pesquisador, José Lailson Brito Jr., líder do Projeto Maqua Uerj, se tratava de golfinhos-nariz-de-garrafa, uma espécie que é bem rara de aparecer na orla carioca. Ele explica que os mamíferos podem chegar até 2,50m de altura e pesar até 220kg, e poderiam estar atrás de cardumes, como sardinhas e manjubas, no momento em que foram flagrados na Praia do Leme. Mesmo assim, a cena é bastante incomum.

—  Essa população de golfinhos usa as águas do Rio, desde Arraial do Cabo, até o meio de São Paulo. Eles usam a área costeira para irem alimentando. Estamos acostumados a vermos mais o boto cinza por aqui. O golfinho-nariz-de-garrafa é comum, mas é muito mais raro aparecer bem próximo à praia no Rio, ficam mais próximo das Ilhas Cagarras. A imagem é típica de quando eles perseguem cardumes, o que os fazem, às vezes, entraram na Baía de Guanabara. Vimos uma vez, dentro da enseada de Jurujuba e Charitas, em Niterói —  explicou o professor.

Autor do vídeo, Leonardo Santana ficou encantado com a oportunidade de ter visto pela primeira vez essa espécie de golfinho na praia. Por isso, não pensou duas vezes e registrou a passagem dos mamíferos

— Era uma família, com uns quatro golfinhos. Eles vieram muito próximo à areia e foram até a Pedra do Leme, nesse mesmo sentido, depois embicaram sentido Baía de Guanabara. Uma cena linda! Muita gente parou e filmou eles nadando. A praia está vazia, mas a água estava muito gelada, pode ter ajudado para eles aparecerem aqui. Eu estava na altura do Hotel Windsor, bem na altura da Avenida Princesa Isabel. Foi a primeira vez que vi aqui —  diz Leonardo.

Fenômeno ajuda na presença dos golfinhos

Nessa época do ano, entre a primavera e o verão, a água fica mais gelada em decorrência de um fenômeno chamado Água Central do Atlântico Sul. De acordo com o professor José Lailson, os golfinhos se aproveitam justamente desse período, quando a água está mais gelada e os ventos empurram as águas quentes para costa, para surgirem mais próximos do litoral fluminense.

— Esse fenômeno é bem conhecido pelos cariocas. Essa água é rica em nutrientes e propícia um boom de vida marinha, enriquecendo a cadeia alimentar. Esses golfinhos se aproveitam disso. O nome técnico é Água Central do Atlântico Sul, quando  na entrada de primavera venta muito no sentido Nordeste, o que provoca um arranjo e ajuda nesse fenômeno, empurrando as águas quentes para costa, para fora. Assim, a água fria sobe. É um grande adubo, que aumenta a produtividade primária os organismos com outros organismos —  explica.

Tubarão em NiteróiTubarão-baleia é filmado por pescadores em Niterói

A presença dos golfinhos só corrobora com o céu aberto e limpo na cidade do Rio de Janeiro nesta sexta-feira. O tempo permanece estável devido à atuação de um sistema de alta pressão. Segundo o Alerta Rio, a temperatura máxima prevista é de 38 graus. Os ventos estarão fracos a moderados.

A previsão é que os próximos dias tenham pouca nebulosidade e sem previsão de chuva na cidade do Rio. O tempo seguirá estável até a tarde da próxima terça-feira, dia 1 de dezembro, quando há previsão de chuva fraca a moderada isolada. Temperaturas máximas vão ficar acima de 36 graus.



Fonte: O Globo - Marjoriê Cristine



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais