Notícias

Família troca vida na cidade por mini casa e trabalho no campo

Compartilhe:     |  18 de abril de 2021

Casal de canadenses trocou apartamento por mini casa móvel e uma vida ao ar livre

As mini casas, ou tiny houses, estão ganhando cada vez mais espaço e os motivos da preferência são os mais variados: muitas delas podem ser transportadas de um lado para o outro e dão liberdade, outras são mais baratas e ajudam quem quer realizar o sonho da casa própria, a maioria combina com o estilo minimalista e ajuda as pessoas levarem a vida de maneira mais leve e outras são uma opção de moradia popular, ajudando a dar casa para quem precisa.

Para Bianca, Justin e o filho, a mudança para uma mini casa significou a volta para uma vida mais simples e conectada com a natureza. O casal de canadenses, uma consultora e um professor, venderam o apartamento que tinham na cidade e começaram uma nova etapa em uma casa com pouco mais de 9 metros de comprimento.

A casa pode ser transportada e atualmente está em um terreno, onde o casal trabalha cuidando do jardim, das galinhas e das abelhas. Com isso, o filho passa a maior parte do tempo ao ar livre e os pais puderam aprender um novo estilo de vida. Além do trabalho com a terra e as criações, eles têm um blog e prestam consultorias para quem planeja construir uma mini casa ou mudar a rotina.

A casa foi comprada online pelo valor de  US$ 47,8 mil e já veio quase pronta, com o layout interno definido. Eles fizeram algumas mudanças na cozinha e banheiro e adicionaram um sofá. Tudo sempre pensando em adaptar a casa para possíveis mudanças, já que  filho está crescendo e eles podem precisar de mais espaço.

A cozinha fica logo na entrada, com uma grande pia, prateleiras abertas e uma geladeira com o tamanho convencional. O fogão pequeno, com apenas uma boca já que o casal prefere cozinhar na churrasqueira externa ou usa o fogão da casa dos donos do terreno para pratos especiais.

A sala de estar é um espaço simples e cheio de utilidades: o sofá é também um espaço de armazenamento e pode ainda ser usado como cama de hóspedes.

Foto: Exploring Alternatives

A mesa de madeira é retrátil e é usada nas refeições e como um espaço de trabalho para Bianca, que mantém o blog onde dá dicas e consultoria para uma vida mais simples e sustentável, chamado The Giving Tree Family. Nas raras ocasiões em que o filho brinca dentro de casa, a mesa é dobrada e abre espaço para a diversão.

O banheiro fica ao lado da cozinha e tem um toalete seco de compostagem e um chuveiro.

Foto: Exploring Alternatives

A outra metade da casa abriga os quartos. O dormitório infantil fica no térreo e tem uma cama de criança, cadeira de balanço, pufe e armário. Na porta, uma portãozinho de segurança para evitar fugas infantis, foi construído com remos antigos e uma moldura de tela de janela.

O casal dorme no mezanino, onde está uma cama grande e uma televisão para a família toda se reunir nos dias de chuva e preguiça.

Foto: Exploring Alternatives

Uma nova vida

Bianca e Justin afirmam que a escolha por uma casa menor e mais simples tornou a vida melhor e mais próxima dos valores nos quais acreditam. O filho ganhou a oportunidade de viver a maior parte do tempo ao ar livre e tem uma conexão muito mais forte com a natureza.

Foto: Exploring Alternatives

Mas, eles não estão satisfeitos. Bianca trabalha para que as mini casas sejam acessíveis para um número cada vez maior de pessoas e luta para mudar o estatuto de zoneamento e políticas públicas em relação à habitação e uso do solo.

Quer saber mais sobre as ideias e o modo de vida desta família? Acesse o blog The Giving Tree Family e siga os três no Instagram .



Fonte: CicloVivo - Por Natasha Olsen



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais