Medicina Verde

Fruta-pão

Compartilhe:     |  9 de agosto de 2014

Arvore que alcança 25 a 30 metros de altura, com copa relativamente frondosa e folhas grandes, rígidas e recortadas de cor verde escura. Desenvolve-se bem em clima tropical úmido, preferencialmente em regiões baixas e chuvosas.
Flores amareladas, apétalas, pequeninas, de sexo separado, com inflorescências distintas.

Frutos tipo composto, globosos com 20 a 25 cm de diâmetro e 1 a 3 Kg de peso. Polpa branca, farinácea, um pouco esponjosa, aromática e adocicada, com muitas sementes. Pode ser cozido ou assado e consumido como substituto do pão. A polpa do fruta-pão de massa é rica em calorias, carboidratos, água, vit. B1, B2, C, cálcio, fósforo, ferro e tem baixo teor de gorduras. Industrialmente a polpa foi aproveitada como fruta seca e farinha panificável além de fonte para extração do amido e de farinha granulada semelhante ao “sagu”. Em uso caseiro a polpa – quase madura – pode ser cozida, assada, transformada em purê ou cortada em fatias consumidas fritas (como a batatinha) com manteiga, mel ou melaço. Cortada em fatias (de 50-10 mm de espessura) secas ao sol ou em fornos a polpa é usada para o preparo de raspas ou crueiras ou aparas e para o preparo de farinhas que, misturadas à farinha de trigo, podem compor o pão caseiro. Madura, a polpa é aproveitada na fabricação de doces.

A madeira, de cerne amarelado que passa a castanho após cortada, é resistente a insetos, é fácil de trabalhar, é utilizada na fabricação de forros, portas, instrumentos musicais e marcenaria; também produz carvão utilizável no preparo da pólvora. O látex – do fruto e do tronco – por viscosidade, é utilizado para capturar pássaros, para fabricação de colas e em associação com fibras, usado para calefetar barcos. A farmacopéia popular tem utilizado das seguintes formas: – Raiz: como antidiarréica; seu cozimento torna-a útil contra reumatismo, beribéri e entorpecimento de pernas dos humanos; – Flores novas (frescas): são emolientes e base de conserva acídula e comestível; – Polpa do fruto: reduzida a pasta quente é supurativo para tumores e furúnculos; – Sementes: são tônico para estômago e rins; – Látex: usado como cicatrizante de feridas.

Fonte: Arara



Fonte:



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Cadela cega explorada para reprodução é salva e se torna amiga de menino com deficiência

Leia Mais