Notícias

Funcional, vegana ou vegetariana. Veja algumas dietas que devem se destacar em 2021

Compartilhe:     |  10 de janeiro de 2021

2020 ficou pra trás como um ano que nos mudou completamente. Não seria diferente com a forma que consumimos e a maneira que enxergamos a nossa rotina alimentar. Com a pandemia, começamos a voltar mais o olhar para saúde, nutrindo o corpo para assim ter a imunidade sempre lá em cima – deixando a estética em segundo plano.

O que será que teremos de tendências no mundo da nutrição para o ano que se inicia? Contamos três apostas aqui:

Dietas vegetarianas & veganas

Não é uma novidade de 2020. Nos últimos anos, a população vegetariana no Brasil dobrou, contabilizando cerca de 29 milhões de brasileiros adeptos do vegetarianismo, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Ibope. A indústria de alimentos tem investido em opções de origem vegetal na substituição da carne, principalmente. Tem se tornado cada vez mais acessível, e o olhar do consumidor tem despertado para essas novas opções. Os laticínios também estão perdendo espaço para os alimentos de origem vegetal: leite, requeijão e até queijo vegetais já são encontrados facilmente no mercado.

Nutrição funcional

Por falar em alimentação saudável e acessível, inserir alimentos com propriedades funcionais na alimentação diária é um hábito simples e traz inúmeros benefícios à saúde. O cuidado com a alimentação mudou, e a busca por alimentos funcionais aumentou no último ano. A legislação brasileira (ANVISA) não define os alimentos como funcionais, mas aponta a alegação de propriedade funcional em determinados alimentos. Alguns exemplos de propriedades funcionais comprovadas: ômega 3 (presente na chia), licopeno (presente no tomate), fibras alimentares (presente nos grãos integrais e nas frutas) e  beta-glucana (presente na aveia).

Nutrição familiar e pequenos agricultores

O cuidado com o ambiente e consumir de forma mais consciente também se tornou prioridade na vida de muitos brasileiros. O interesse por entender de onde e como o alimento foi cultivado até chegar à mesa é um fator decisivo na hora da compra. Com isso, cria-se um padrão alimentar voltado para os pequenos agricultores, com alimentos in natura, direto da colheita para o prato. A procura por alimentos orgânicos – que não utilizam agrotóxicos e respeitam o solo, o ambiente e o agricultor – é cada vez maior. Para 2021, teremos mais dietas com comida de verdade e menos produtos processados (aqueles com aditivos e conservantes).

O que você acha que vai ser tendência no mundo da nutrição neste novo ano? Já parou para pensar em algum destes tópicos? Que seja um ano de muita saúde, descobertas e comida de verdade!

 Paula Mar Pinto é nutricionista clínica por formação, mas se considera uma “facilitadora de experiências saudáveis”. Depois de muito brigar com a balança, resolveu se aliar a ela. É autora do projeto E Agora, Nutrinha?.



Fonte: Gaucha zh - PAULA PINTO



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais