Notícias

Gato prende cabeça em lata e caso reforça descarte correto de lixo

Compartilhe:     |  22 de maio de 2020

Um gato prendeu a cabeça em uma lata vazia de milho e foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros. O acidente aconteceu em Goianésia (GO). Os militares foram acionados para salvar o animal, que não conseguia retirar por conta própria a cabeça de dentro da lata. O caso reforçou a necessidade do descarte correto de lixo (entenda mais sobre o tema abaixo).

O acidente, segundo informações divulgadas pelo G1, aconteceu no quintal da casa da família que tutela o gato, no bairro Bouganville. Para salvar a vida do animal, os bombeiros precisaram usar um alicate. Com o objeto, expandiram a boca da lata, permitindo que a cabeça do gato fosse retirada.

Apesar do acidente, o gato não sofreu nenhum ferimento e foi devolvido aos tutores em segurança.

Saiba como descartar corretamente os mais diversos resíduos

O caso narrado acima trouxe o debate sobre o descarte correto de lixo. É verdade que lidar com os resíduos, às vezes, pode ser uma grande dor de cabeça. Seja após uma reforma ou mesmo uma mudança, sempre sobram materiais que as pessoas só querem que, magicamente, desapareça. É importante, no entanto, tomar cuidado: afinal, certos itens devem ser descartados corretamente para evitar problemas ambientais e até mesmo multas.

A repórter Yara Guerra, da Casa.com.br, separou algumas dicas de descarte para você que deseja se desfazer destes resíduos sem nenhum peso na consciência.

Confira abaixo!

Entulho de obra

Uma das possibilidades de descarte é junto com a coleta domiciliar. No entanto, é preciso ter cuidado. De acordo com a Prefeitura de São Paulo, é proibido o depósito de entulho, terra e resíduos de qualquer natureza, em volume superior a 50 quilos, em vias, passeios, canteiros, jardins, áreas e logradouros públicos.  Exceder esse limite gera multa.

O valor da infração pode chegar a mais de R$ 15 mil, podendo o valor dobrar em caso de reincidência. Também há empresas privadas que realizam a coleta. Um dos exemplos é a startup Biothanks, que desenvolveu um aplicativo para conectar coletores e pessoas que têm algum material para descartar. Popularmente conhecido como “Uber dos resíduos”, o app permite aos usuários chamar transportadores (motorizados ou não) para recolher resíduos com potencial para reciclagem ou reaproveitamento.

Para usar o aplicativo, o usuário informa o endereço e escolhe o que deve ser recolhido, escolhe também o tamanho do carro, efetua o pagamento online e aguarda a localização do veículo, que acontece em até 15 minutos, depois é só esperar a sua chegada ao local de coleta.

Móveis

Em São Paulo, além da própria Biothanks, que tem neste segmento um de seus maiores nichos de mercado, é possível fazer o descarte por meio do Cata-Bagulho. A iniciativa tem como objetivo evitar que móveis, eletrodomésticos quebrados, pedaços de madeira e metais sejam depositados em vias públicas, córregos e terrenos baldios – pois, além de prejudicar a conservação do espaço público, o descarte irregular é considerado crime ambiental, sujeito a multa de R$ 18 mil em caso de flagrante.

Para usar o serviço, os interessados devem consultar os dias e horários de retiradas no site da Prefeitura. O órgão pede que os moradores coloquem os objetos em suas calçadas com uma hora de antecedência. Além disso, há a possibilidade de recorrer aos Ecopontos da cidade. No entanto, para quem não tem tempo de esperar a coleta e não consegue levar os materiais aos Ecopontos, é possível contratar empresas privadas que fazem esse trabalho.

Confira como descartar os outros tipos de resíduos aqui.



Fonte: MSN - Catraca Livre



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Emocionante: vídeo mostra tartarugas-marinhas sendo salvas por pescadores no litoral catarinense

Leia Mais