Notícias

Gene comum em plantas é detectado em inseto, segundo estudo publicado

Compartilhe:     |  1 de abril de 2021

Descoberta surpreendente pode ter impacto no controle de pestes

Um estudo publicado no último dia 25 no periódico científico Cell apresenta o primeiro exemplo de transferência genética natural entre uma planta e um inseto. Trata-se da espécie Bemisia tabaci, mais conhecida como mosca-branca, que frequentemente se alimenta de safras e colheitas.

De acordo com a pesquisa, esse novo gene adquirido pelo inseto pode torná-lo invulnerável a uma toxina produzida por alguns vegetais justamente para se proteger contra esses animais. Inibir sua ação, portanto, pode significar expô-las a essa toxina e diminuir a quantidade de moscas na lavoura.

Moscas-brancas estão entre as pestes mais destrutivas para plantas encontradas pelo mundo. Elas sugam seiva de centenas de tipos de vegetais e excretam sobre eles uma substância propícia para o desenvolvimento de mofo. Além disso, são vetores de mais de cem vírus patógenos, do ponto de vista das plantas.

Portanto, descobrir formas de impedir a ação do gene que protege as moscas-brancas da toxina vegetal pode resultar em uma revolução no combate a essas pestes.



Fonte: Veja - Por Sabrina Brito



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Como não repreender seu cachorro – Dicas de cuidados e educação

Leia Mais