Notícias

Gigantes de gelo do Canadá podem encolher 70% até 2100, segundo estudo

Compartilhe:     |  9 de abril de 2015

Os grandes glaciares que compõe a paisagem gelada da costa leste do Canadá podem desaparecer dentro de três gerações.

Estudo publicado nesta semana na revista Nature Geoscience indica que, até 2100, os gigantes de gelo devem encolher 70% em relação aos níveis de 2005, em função do aquecimento global.

A retração de geleiras e glaciares contribui para o aumento do nível do mar e representa risco potencial para as populações humanas.

O degelo pode afetar a disponibilidade de água para os animais aquáticos e para a agricultura, bem como influenciar a qualidade da água e a geração de energia elétrica.

Para o cálculo, os pesquisadores usaram as previsões de aquecimento da Terra ao longo do tempo feitas pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, o mais completo diagnóstico sobre o estado climático do planeta.

Estudos anteriores já previram que os glaciares montanhosos têm diminuido ao longo dos anos, com verões cada vez mais quentes e invernos cada vez mais curtos. O ano de 2014, por exemplo, foi o mais quente da Terra desde que os registros começaram, em 1880.

Mas o derretimento do gelo também traz outros perigos.

O fenômeno pode intensificar o aquecimento global. Isso ocorre porque a neve brilhante e as camadas brancas de gelo têm um alto albedo, ou seja, elas refletem com eficiência a radiação solar de volta para o espaço.

Com o seu desaparecimento, uma grande parte do calor dessa reflexão é absorvida pela terra e pelo oceano.

Se a quantidade de energia absorvida muda, isso tem um efeito sobre o balanço de energia da Terra e, finalmente, afeta o nosso tempo e o clima, reforçando os fenômenos das mudanças climáticas.



Fonte: Exame



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

O pet precisa de suplementação alimentar equilibrada

Leia Mais