Notícias

Goma Guar: empregos, benefícios, propriedades medicinais e contraindicações

Compartilhe:     |  26 de agosto de 2020

Se você nunca ouviu falar em goma guar, está deixando de conhecer um ingrediente que pode ser muito útil em suas receitas, principalmente porque este produto confere mais textura e consistência à elas, mas também pode ser um suplemento alimentar para diversos males.

O que é Goma Guar?

A goma guar é uma fibra extraída das sementes da plantas da espécie Cyamopsis tetragonolobus, também conhecida como Guar, uma leguminosa bastante resistente, que cresce em regiões áridas.

Essa planta é originária da Índia e do Paquistão, e muito cultivada nos Estados Unidos e em algumas regiões da África e Austrália.

Características

As sementes de Guar são parecidas com feijões, e cerca de 20 a 40% do peso das mesmas, é constituído de goma.

Propriedades

A principal propriedade da goma guar é a sua capacidade de formar um gel viscoso quando em contato com a água. Mesmo em pequenas concentrações (de 1 a 2%) a goma guar já forma gel na água.

A formação do gel se dá pelas ligações químicas cruzadas envolvendo unidades dos sacarídeos galactose e manose, que leva à formação de uma rede polimérica que retém água no seu interior, provocando sua expansão.

Usos

Existem diversas utilizações da goma guar. Seu uso é empregado na produção de alimentos, bebidas, medicamentos, produtos de consumo para animais, cosméticos e na fabricação de papel.

A goma guar é tão amplamente utilizada por causa da sua ação espessante e estabilizante, que contribui para a melhor formulação de diversos produtos, conferindo maior estruturação, textura e consistência de alimentos como pães, bolos, panquecas, biscoitos, maioneses, molhos, cremes, pastas, gelatinas, geleias e sorvetes.

Para receitas caseiras de pães, pizzas e biscoitos o recomendável é  utilizar cerca de 1 colher de chá da goma guar. Já para bolos, somente ½ colher de chá já basta.

Como produto terapêutico, a goma guar pode ser utilizada como suplemento alimentar, com a finalidade de tratar a constipação, a diarreia e como auxiliar no tratamento de obesidadediabetes, redução e controle do colesterol.

Propriedades medicinais

Como visto, além de ser útil na culinária, a goma guar pode ser utilizada como suplemento com a finalidade de extrair benefícios para a saúde, tais como:

Melhora da função intestinal

A goma guar é um tipo de polissacarídeo que pertence à classe das fibras solúveis.

No caso das fibras da goma guar,  estas passam intactas pelo estômago e intestino delgado e são fermentadas pelas bactérias da flora do intestino grosso, por isso,  tem ação prebiótica (contribui para a manutenção das bactérias boas), que auxilia na melhora da função intestinal.

Por essa propriedade, a goma guar previne distúrbios intestinais como constipação ou diarreia. Isso se dá porque esse produto retém água no interior do intestino, não permitindo que as fezes fiquem extremamente secas, além de formar um gel volumoso que ajuda a evacuá-las, aliviando a constipação.

No caso da diarreia, a goma guar absorve o excesso de água das próprias fezes, combatendo os sintomas desse desequilíbrio.

Para quem sofre da Síndrome do Intestino Irritável, que provoca contrações intestinais causando dor, flatulência, diarreia e constipação,  a goma guar pode ser uma boa alternativa para aliviar esses sintomas.

Reduz a absorção de colesterol e glicose

Por formar um gel no intestino, a goma guar dificulta a absorção de colesterol e glicose, fazendo com que seja aliada no tratamento das hiperlipidemias e do diabetes.

Devido a essa propriedade, a goma guar contribui para baixar o colesterol total e o LDL (colesterol ruim) sem afetar os níveis de colesterol bom (HDL). Além disso, diminui a glicemia e os níveis de insulina, beneficiando pessoas com diabetes.

Promove sensação de saciedade

Por não ser de fácil absorção e reter água, a goma guar promove sensação de saciedade, o que pode auxiliar na perda de peso. Isto acontece porque a mesma faz volume no estômago e intestino, combatendo à sensação de fome.

Abaixa a pressão arterial

A ingestão de goma guar pode ajudar na redução da pressão sanguínea favorecendo pessoas hipertensas.

Efeitos Colaterais

Como todo alimento quando consumido de forma inadequada, a goma guar pode apresentar certos efeitos colaterais como o aumento da produção de gases, causando flatulência.

A produção de gases ocorre pela fermentação da goma pelas bactérias presentes no intestino grosso.

Contraindicações

Sintomas mais graves podem ocorrer através do uso de goma guar em suplementos alimentares (na forma de grânulos secos) podendo causar o bloqueio do esôfago e do intestino. Isso pode ocorrer devido a goma guar absorver muita água e ficar até 20 vezes maior que seu tamanho, na forma seca.

Nesse contexto, as pessoas que apresentam o estreitamento ou algum bloqueio no esôfago ou intestino, ou que têm dificuldade de deglutição, não devem consumir a goma guar.

Cuidados de Consumo

Pacientes com hipoglicemia devem monitorar cuidadosamente seus níveis de glicose, pois a ingestão de goma guar, nesses casos, pode agravar a diminuição da glicemia.

Pessoas com pressão baixa devem ter cuidado ao ingerir a goma guar, porque ela pode baixar ainda mais a pressão sanguínea.

Interações Medicamentosas

O consumo de goma guar pode interagir com alguns medicamentos, interferindo em seu efeitos. Este medicamentos são:

Recomendação

Consulte seu médico antes de iniciar o consumo de goma guar de forma terapêutica, para saber sobre doses corretas, formas de emprego e sobre outras possíveis interações medicamentosas.

Em suma, todas essas informações e esclarecimentos são para que você saiba usar a goma guar de forma correta, extraindo dela diversas utilidades e vários benefícios.



Fonte: GreenMe - Deise Aur



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Gatos: dicas de cientistas para cuidar bem do seu pet

Leia Mais